Deveríamos não só contar com o “muito mais” de Deus mesmo sem saber exatamente o que vai acontecer, mas também orar por surpresas.

Segundo Paulo, Deus deve ser louvado porque ele “pode fazer muito mais do que nós pedimos ou até pensamos” (Ef 3.20). Precisamos acreditar nisso. Por serem graças adicionais, além do que pedimos ou até pensamos, esse “muito mais” são surpresas da parte de Deus.


Surpresas são acontecimentos não previstos, não pensados, não esperados, não agendados, não programados. São coisas novas que nos deixam surpreendidos, admirados, perplexos e profundamente agradecidos. 

Em geral, não damos espaço para surpresas na elaboração de algum roteiro, projeto ou intento. Preferimos lidar mais com fatos do que com dados empíricos. Deixamos a fé de lado, deixamos Deus de lado, deixamos as surpresas da graça de lado. 

Deveríamos não só contar com o “muito mais” de Deus mesmo sem saber exatamente o que vai acontecer, mas também orar por surpresas. Nada nos impede de fazer esta oração: “Ó Deus, dá-me surpresas!”. A história bíblica está cheia de surpresas.

Mensagem de Ultimato Ed.353

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que você não deixa que Deus decida com o que vai se preocupar?

O Sentido da Vida... sempre preocupou a humanidade

O PAPEL DAS ESTRELAS