Precisamos perpetuar a lembrança de Deus por todas as gerações — aos nossos filhos, netos, bisnetos.



[Observem tudo] para que vocês falem à próxima geração que este Deus é o nosso Deus para todo o sempre. (Sl 48.13,14.)

Há muito o que falar a respeito de Deus à próxima geração. Basta abrir os olhos e percorrer com eles tudo o que está acima de nós, diante de nós e abaixo de nós. É uma imensidão enorme, uma beleza enorme e uma riqueza enorme. Tudo é do Senhor, tudo foi feito por ele, tudo é sustentado por ele.

Há muito o que falar a respeito de Deus à próxima geração. Basta abrir a memória e contar a história do povo eleito no Antigo Testamento e no Novo Testamento e a nossa própria história. Tudo veio de Deus e tudo volta para ele. Ele é o centro de tudo e de todos.

Há muito o que falar a respeito de Deus à próxima geração. Basta abrir o coração e enumerar quantas vezes nós pecamos e sofremos as conseqüências, quantas vezes nós confessamos e fomos perdoados, quantas vezes nós choramos e nossas lágrimas foram enxugadas, quantas vezes ficamos abatidos e ele nos levantou o ânimo, quantas vezes perdemos a direção e ele nos pôs outra vez no caminho.

Carregamos uma grande e preciosa bagagem, em parte recebida da geração anterior, em parte adquirida por nós mesmos no correr dos anos. Precisamos repassar todo esse patrimônio para a geração seguinte. Não começamos do zero e os nossos filhos precisam receber uma herança maior do que a nossa. Precisamos perpetuar a lembrança de Deus por todas as gerações (Sl 45.17) — para a geração seguinte (nossos filhos), para a segunda geração (nossos netos), para a terceira geração (nossos bisnetos) e assim por diante (Sl 78.5,6).

Mensagem de Refeições Diárias com o Sabor dos Salmos. Editora Ultimato.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que você não deixa que Deus decida com o que vai se preocupar?

O Sentido da Vida... sempre preocupou a humanidade

O PAPEL DAS ESTRELAS