Cristo não deseja julgar. Ele quer ajudar.


Vocês julgam por padrões humanos; eu não julgo ninguém. — João 8.15

Cristo não deseja julgar. Ele quer ajudar. Portanto, não imagine Cristo como um juiz, para quem você precisa fazer isso ou aquilo para conseguir ser reconciliado. Não, ele é a Luz do mundo. Ele não julga ninguém. Quem o seguir não andará em trevas. Cristo diz: “Se você vê o seu pecado e o admite e se você fica aterrorizado com ele, então apegue-se firmemente a mim, siga-me e creia em mim. Pense em mim como a Luz. Assim, você não precisará temer ser levado à corte e ser condenado. Eu vim para salvar o mundo. Contudo, aqueles que rejeitam a minha ajuda trarão julgamento sobre si mesmos, porque não querem ser salvos”.

As palavras de Cristo são semelhantes às que um médico diria para seu paciente: “Eu não vim para envenená-lo. Eu quero ajudá-lo. Se você seguir o meu conselho, você não precisará se preocupar. Se você recusar o meu conselho e me chamar de salafrário, se você me odiar e rejeitar o meu remédio, então você estará voluntariamente se sentenciando à morte. Portanto, o erro será seu. Com certeza eu não estarei colocando você para morrer. Não, eu terei de deixar você morrer porque você despreza e rejeita o remédio que eu lhe ofereço”.

Nós estamos na mesma situação. Cristo certamente manterá sua promessa a nós: “Eu a ninguém julgo. Vocês não estão condenados aos meus olhos, pois eu sou a Luz que ilumina o caminho para a vida eterna e a salvação”.

mensagem de: Martinho Lutero em 'Somente a Fé' – Ed.Ultimato.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!