✿ Registre seu email e receba as mensagens deste Devocional:

Pesquise

terça-feira, 31 de maio de 2016

Só Deus é que pode tocar os corações, despertar as consciências e, pelo Espírito Santo, conduzir uma pessoa à fé em Jesus Cristo.

Vale a Pena!
“Disse-lhe o Senhor: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor” (Mt 25.21).

Existem muitas organizações que trabalham com literatura cristã. Inúmeros irmãos fazem uso de folhetos, livros, fitas e revistas para divulgar o Evangelho, mas geralmente não vêem o resultado de suas atividades missionárias. Isso pode causar desânimo, e certamente muitos distribuidores de folhetos já se perguntaram: “Será que vale a pena?”

Com freqüência ficamos sabendo de pessoas que se converteram através de um folheto ou de um livro, ou que foram fortalecidas na fé por meio da literatura. Mesmo que jamais saibamos dos resultados de nossa semeadura, eles são prometidos pelo Senhor (veja Is 55.11). Além disso, um obreiro na “seara do Senhor” não é avaliado pelo número de pessoas que se convertem pelo seu trabalho mas por sua fidelidade no trabalho cristão. Também devemos ter sempre em mente que nós não convertemos ninguém. 

Só Deus é que pode tocar os corações, despertar as consciências e, pelo Espírito Santo, conduzir uma pessoa à fé em Jesus Cristo. O exemplo citado mostra que Ele faz isso em nossos dias e que pode agir através de muito ou de pouco. Que este testemunho anime os distribuidores de folhetos a continuarem semeando com perseverança a boa semente, que certamente dará frutos a seu tempo. 

mensagem de Norbert Lieth
chamada/mensagens/rua_george

domingo, 29 de maio de 2016

Quaisquer que sejam suas lágrimas mais ardentes, leve cada uma delas a Deus.

[...]
Quando ocorre o que mais tememos, a única reação em meio ao sofrimento deve ser de louvor a Deus. Isso não significa que temos de agir como se nada ruim tivesse ocorrido, até porque o pesar saudável é importante. O que precisamos é reconhecer que tudo o que se refere a Deus é sempre verdade, independentemente do que esteja acontecendo e de quanto medo tenhamos.

Quaisquer que sejam suas lágrimas mais ardentes, leve cada uma delas a Deus. Agradeça-lhe por Ele ser maior que todas elas. Agradeça-lhe porque na presença dEle toda lágrima desaparece.

O amor de Deus pode eliminar seu medo e conceder-lhe poder para resistir ao inimigo quando ele desejar que o medo o sobrepuje. Mesmo que lhe sobrevenham os piores receios, o amor de Deus lhe assegura que ele andará com você a cada passo do caminho, conduzindo-a à restauração.

Podemos orar? “Senhor, levo a Ti minhas lágrimas mais profundas e peço que me livres delas. Obrigado porque, na Tua presença, todo temor se vai. Tu És maior do que qualquer coisa que eu enfrente. Em nome de Jesus, amém!” (SO)

mensagem de Sérgio Paulo, “Lágrimas”

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Ramos que não produzem frutos não têm a conexão vital com a videira.


Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda. (João 15:2).

A VIDEIRA, O AGRICULTOR E OS RAMOS
No versículo 1 deste capítulo, o Senhor Jesus nos diz que Ele mesmo é a videira verdadeira e Seu Pai, o agricultor. Na vida cotidiana, a atividade de um agricultor está concentrada na produção de tantos frutos quanto possíveis em sua vinha. No versículo 5, o Senhor Jesus diz a seus discípulos: "Vós sois os ramos". Isso se aplica a todos os que professam ser Seus discípulos.

Ramos que não produzem frutos não têm a conexão vital com a videira. O agricultor os remove: eles são totalmente separados. Essas são pessoas que não têm a vida de Deus.

O primeiro fruto que qualquer um pode trazer para Deus é reconhecer a si mesmo como um pecador e se render ao Senhor Jesus como Salvador. E tão logo o ramo começa a dar fruto, o Pai começa a podá-lo.

Podar o ramo significa que o agricultor retira tudo o que impede a frutificação, como brotos selvagens. Nosso Pai celestial age de forma semelhante conosco, Seus filhos. Embora isso possa ser um processo doloroso, Sua motivação é sempre de amor: Ele tem o bem de Seus filhos em mente. O resultado é que mais fruto é produzido para Deus; e o versículo 8 afirma que o Pai é glorificado por isso.

Se você está passando por provações dolorosas, então se lembre do alvo glorioso. É um curto período de tempo. O momento virá quando o fruto pelo qual Ele tem sido glorificado aqui embaixo realmente será visto em plenitude na eternidade.

mensagem de: Boa Semente-apaz/todo_dia/2016/maio15

quarta-feira, 18 de maio de 2016

A unidade da cidadania cristã é parte de "um reino inabalável"

A importância da união (Filipenses 1:27 - 2:4). Filipos era uma colônia do Império romano. Os cidadãos viviam como romanos, respeitando as leis de Roma e pagando impostos a César. Eles gozavam da segurança e dos benefícios de serem cidadãos romanos, ainda que vivessem a uma grande distância de Roma. Parte da força de Roma era a união de suas colônias através do mundo antigo: todas elas estavam se esforçando juntas pelo bem comum.

Semelhantemente, os cristãos filipenses eram uma "colônia" do céu. Quando Paulo escreveu "vivei de um modo digno" (v. 27), ele estava lhes dizendo para "viverem como cidadãos" de sua cidade capital: o céu (veja 30:20). Um cidadão tem que manter um certo perfil. Como o resto do mundo saberia que os filipenses eram romanos? Eles viviam como romanos. Como o mundo saberia que eles eram cidadãos do céu? Eles teriam que viver como santos: em união, amor e serviço. O Império Romano era forte, mas no fim caiu. A unidade da cidadania cristã é parte de "um reino inabalável" (veja Hebreus 12:28).

texto de Carl Ballard
...................................

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Sorria e lembre-se de Deus, pois Ele Se agrada de ser atencioso e de resplandecer Sua face sobre você!


“O Senhor faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o rosto e te dê a paz” (Números 6:25)

Um estudo recente que li concluiu que sorrir pode ser bom para a saúde. As pesquisas demonstram que sorrir desacelera o coração e reduz o estresse.

Mas sorrir não é apenas bom para você; um sorriso genuíno também abençoa aqueles que o recebem. Sem dizer uma palavra, pode comunicar a outros que você gosta e se agrada deles. Um sorriso pode abraçar alguém com amor sem que a pessoa seja tocada.

A vida nem sempre nos dá razões para sorrir. Mas quando vemos um sorriso sincero no rosto de uma criança ou em um rosto com rugas da idade, nossos corações são encorajados.

Os sorrisos são também uma alusão à imagem de Deus em nós. Na antiga bênção registrada no livro de Números, temos um indicador de que Deus “sorri”: “… o Senhor faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o rosto e te dê a paz” (Nm 6:25,26). Estas palavras são a expressão hebraica para o favor de Deus na vida de uma pessoa, pedindo que Deus sorria para Seus filhos.

Portanto, hoje, lembre-se de que você é amado por Deus e de que Ele Se agrada de ser atencioso e de resplandecer Sua face sobre você.

mensagem de JMS
Coral Jovem do IACS, “Sorria”

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Confie em Deus

 “Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento” (Pv 3.5). As pessoas ao nosso redor vêem em nós alguém que confia em Deus? Alguém que fala com o Senhor em oração e que lança sobre Ele todos os seus fardos e problemas? Alguém que, como Jó, José ou Daniel, sabe aceitar as situações de crise com atitude de confiança, que não desanima e não deixa sua fé vacilar? Viver uma vida confiante e provar que realmente se confia em Deus causa uma impressão muito mais profunda do que apenas falar em confiança e esperar essa postura dos outros.

A razão desempenha um papel importante na vida espiritual e não deveria ser desligada. Às vezes, porém, ela pode interpor-se no caminho se não estiver sob o domínio do Espírito de Jesus. “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus” (Fp 4.7). “...levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo” (2 Co 10.5).

Duvidar do que Deus faz e questionar Sua Palavra não ajudam em nada nosso avanço na fé. Somente quem confia e crê que Deus sabe o que faz e que Ele sempre faz tudo da maneira correta manterá a paz do Senhor em seu coração. O Espírito Santo quer nos assistir na hora de colocar em prática essa confiança irrestrita em Deus.

Alguém disse: “Coisas que nos confundem, situações para as quais não temos nenhuma solução têm um alvo bem definido: são parte do quebra-cabeça da nossa vida. Deus sabe onde se encaixa cada peça. Obviamente gostaríamos de ver o jogo acabado, mas enquanto vivermos ele não estará terminado. É por isso que entendemos tão pouco a Deus. Parece que todos os dias olhamos para o que Suas mãos estão fazendo, mas vemos apenas as partes que Ele move, uma vez que aqui na terra jamais veremos o quebra-cabeça finalizado”. Isso exige confiança!

parte da mensagem de Norbert Lieth


domingo, 8 de maio de 2016

Você está assistindo a um mundo fora de controle e não sabe o que fazer? Espere e deixe o Pai lhe guiar!


Eu me lembro de quando eu tinha cerca de nove anos de idade. Eu e meu pai estávamos enfrentando uma tempestade num barco de pescaria, honestamente duvidando se conseguiríamos chegar com vida à praia. O barco era pequeno, as ondas eram altas, o céu trovejava, os raios zigue-zagueavam…

Enquanto papai tentava nos aproximar da praia, onda após onda nos pegava e jogava pra baixo. Eu procurei a costa, o sol, e até mesmo outros barcos. Só vi ondas – tudo era assustador. Só havia uma imagem que me dava segurança, o rosto do meu pai. Naquele momento, eu tomei uma decisão. Eu parei de olhar para a tempestade e comecei a olhar apenas para meu pai.

Deus quer que façamos o mesmo. De todo jeito, que bem nos faz focalizar na tempestade? Mantenha os seus olhos fixos nEle.

mensagem de Max Lucado
De “Ele Ainda Remove Pedras”
(tradução de Germana Gusmão Downing)

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Como é necessário o relacionamento com Aquele que vive, Fonte de ajuda e bênção, tão essencial à vida de casados!


E habitava Isaque junto ao poço Beer-Laai-Rói (Gênesis 25:11).

POÇOS, NASCENTES, FONTES

Poços, nascentes e fontes – a Bíblia sempre os menciona. A água é vital para a vida, e particularmente valiosa em países de clima quente. Nascentes e fontes desempenharam um papel significativo na vida de Isaque, o patriarca. Quando era jovem e estava prestes a entrar no solene relacionamento do matrimônio, ele aguardou a chegada da noiva que Deus lhe traria a Beer‑Laai- Rói. Esse nome significa “o poço daquele que vive e me vê”.

A comunhão com o Senhor é de suprema importância para todos os que desejam participar da vitalícia união do casamento. Ninguém deveria tomar esse passo sem Aquele que vive e vê nosso presente, passado e futuro. O poço é uma ilustração ideal disso. Quando Isaque se casou, ele decidiu morar próximo ao poço. Como é necessário o relacionamento com Aquele que vive, Fonte de ajuda e bênção, tão essencial à vida de casados!

Em Gênesis 26, vemos como Isaque cavou os antigos poços abertos na época de seu pai, Abraão, que os inimigos haviam entulhado. E lhes deu os mesmos nomes que Abraão lhes dera. A Palavra de Deus, a mais antiga nascente, fonte da qual as velhas gerações beberam, ainda está disponível para nós. O Senhor Jesus é uma fonte inesgotável de bênção para cada geração. Mas cavar é atribuição nossa!

mensagem de Boa Semente-apaz/todo_dia/2012/Abril03

terça-feira, 3 de maio de 2016

Deus sabe o que é melhor para nós, portanto vamos viver para Cristo e por causa de Cristo!





























“Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança.” Mateus 5:5
[...]
Se aceitamos que Deus sabe o que é melhor para nós – até no nosso sofrimento - então aceitaremos tudo que acontece. Só assim podemos amar e até orar pelos nossos inimigos. Só assim podemos morrer para nossos desejos, nossa vontade, nossos planos e finalmente começar a viver para Cristo e por causa de Cristo. 

Esta qualidade não é algo natural, e sim, obra do Espírito Santo (Gal 5:23) e uma virtude que nós precisamos nos esforçar para desenvolver dentro de nós (Efé 4:2; Col 3:12). Todo este esforço tem recompensa. Sem pagamento ou suor, sem título ou direito, os discípulos de Jesus um dia receberão a terra por herança. E eles receberão do verdadeiro dono – o Criador do universo.

Oração: Pai amado, eu luto tanto com orgulho e com meus “direitos”. Perdoe-me. Eu não tenho direito a nada. Sou de fato um servo desmerecido. Mas, quero lhe agradecer, desde já por tudo que o Senhor já me deu, de suprimento e de sofrimento, do “bom” e do “mau”. Espero um dia poder distinguir melhor entre um e o outro e enxergar quantas vezes o Senhor me abençoou e eu nem sabia. Eu não entendo, mas eu agradeço porque eu confio no seu amor por mim. Em nome de Jesus eu oro. Amém.

parte da mensagem de Dennis Downing


segunda-feira, 2 de maio de 2016

Obrigado Senhor, por nos buscar pacientemente com o Teu Espírito Santo.

É bom que o nosso coração seja fortalecido pela graça, e não por alimentos cerimoniais, os quais não têm valor para aqueles que os comem” (Hebreus 13:9).

A maioria das pessoas aceita a pressuposição de que Deus salva pessoas boas. Portanto, seja bom! Seja moral. Seja decente. Reze o terço. Guarde o sábado. Cumpra suas promessas. Ore cinco vezes por dia voltado para o Oriente. Mantenha-se sóbrio. Pague impostos. Ganhe medalhas de mérito. Apesar de toda a conversa sobre ser bom, ninguém ainda respondeu à pergunta fundamental: qual nível de bondade é bom o suficiente? Bizarro. Está em jogo o nosso destino eterno, mas, ainda assim, confiamos mais em receitas de lasanha do que nos requisitos para entrar no céu.

Deus tem uma ideia melhor: “Vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus” (Ef 2:8). Não contribuímos com nada. Em contraste com o distintivo de mérito do escoteiro ou desbravador, a salvação da alma não é conquistada. É um presente. Nossos méritos não têm mérito algum. A obra de Deus tem todo o mérito.

Você sabe o que isso significa? Você precisa confiar na graça de Deus.

Jesus não diz “venham a Mim, todos vocês que são perfeitos e sem pecado”. É exatamente o oposto. “Venham a Mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e Eu lhes darei descanso” (Mt 11:28).

Chega de espetáculos diante de Deus, de clamores por Deus. De todas as coisas que você precisa conquistar na vida, a afeição infinita de Deus não é uma delas.

Ore comigo, agora: “Por causa do Teu amor e da Tua graça, Pai, podemos ser restaurados a um relacionamento correto contigo. Obrigado por enviar Teu Filho. Obrigado por nos amar quando optamos por não te amar. Obrigado por nos buscar pacientemente com o Teu Espírito Santo. Em nome de Jesus, amém!”

mensagem de Rafaela Pinho, “O seu amor”
em 'novotempo'