✿ Registre seu email e receba as mensagens deste Devocional:

Pesquise

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Quando a calamidade chegar...


Os patrões que exploram seus empregados de alguma maneira deveriam ouvir as reclamações deles “antes que elas cheguem aos ouvidos do Senhor dos Exércitos”.

Este conselho está na Bíblia. Mais precisamente na carta que Tiago escreveu ao povo de Deus espalhado pelo mundo inteiro (Tg 5.1-5).

Tiago descreve uma situação de alto risco para os patrões e empresas que praticam a injustiça. As queixas, as reclamações, os protestos, os clamores, os gritos, os brados, seja lá o que for, estão penetrando até os ouvidos de Deus, chamado no texto de o Senhor Todo-Poderoso. É Deus quem vai tomar as providências cabíveis. Tiago apenas adianta: “Comecem a chorar. Preparem baldes para as lágrimas que irão derramar quando a calamidade chegar”.

Ultimato edição 357

quarta-feira, 27 de abril de 2016

PAI AMOROSO - O Deus que fez um milagre em Davi está pronto para fazer um milagre em nós.

“Encontrei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração; ele fará tudo o que for da minha vontade” (Atos 13:22).

Deus chamou Davi de “homem segundo o meu coração”. Não deu o título a ninguém mais. Nem a Abraão, nem a Moisés, nem a José. Ele chamou Paulo de apóstolo, João de seu amado, mas nenhum deles recebeu o título de homem segundo o coração de Deus.


Alguém pode ler a história de Davi e se perguntar o que Deus viu nele. O camarada caiu com a mesma frequência que ficava em pé, tropeçou tanto quanto venceu. Encarou Golias com fúria, mas cobiçou Bate-Seba; desafiou zombadores de Deus no vale, mas se juntou a eles no deserto. Foi capaz de liderar exércitos, mas não conseguiu dirigir sua família. Davi furioso. Davi chorão. Com sede de sangue. Com sede de Deus. Oito esposas. Um Deus.

Um homem segundo o coração de Deus? O fato de Deus vê-lo dessa maneira dá esperança a todos nós. A vida de Davi tem pouco a oferecer ao santo imaculado. Alguns consideram a história de Davi algo desapontador. O restante de nós acredita que ela renova a nossa esperança. Estamos na mesma montanha russa. Alternamos entre mergulhos de cisne e barrigadas de baleia, entre suflê e torrada queimada.

O Deus que fez um milagre em Davi está pronto para fazer um milagre em nós.

Ore agora: “Pai amoroso, fico maravilhado ao pensar em Teu amor admirável. Um amor que, muito além do meu pecado, enxerga a minha importância. Um amor que pacientemente perdoa e esquece quando deixo de atingir os Teus padrões vez após outra”.

Max Lucado em "O coração que Deus ama"
http://novotempo/audios/o-coracao-que-deus-ama/

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Alegria em servir ao Senhor

Seguir os passos do nosso Senhor é estar disposto a receber injustiça por fazer o que é bom e correto. Isto deve ser motivo de alegria. (Mateus 5:10-12)



Muitas vezes gostamos de focar nas coisas boas, nas glórias e benefícios que o serviço do Senhor nos proporciona.

Realmente devemos nos alegrar em servir ao Senhor, mas esta alegria deve ser independente das circunstâncias que enfrentamos (Filipenses 4:11-13). 

Seguir os passos do nosso Senhor é estar disposto a receber injustiça por fazer o que é bom e correto. Isto deve ser motivo de alegria. (Mateus 5:10-12)

Jesus nos ensinou que segui-Lo não seria fácil. (Marcos 8:34; Lucas 14:25-33). Mas, muitas vezes lamentamos tanto as dificuldades da vida cristã que até esquecemos o quanto somos abençoados pela salvação que temos recebido da parte de Deus em Cristo Jesus, mais do que qualquer servo do Senhor na antiguidade já recebeu. (1 Pedro 1:10-12)

Devemos encarar as dificuldades, as injustiças e as tristezas como provações necessárias para fortalecer nossa fé (1 Pedro 1:6-9). Confortados que o Senhor não nos dará uma carga que não podemos suportar, mas nos fortalecerá cada vez que conseguimos (1 Coríntios 10:13).

Paulo, por causa do serviço ao Senhor, se encontrava preso quando escreveu aos filipenses (Filipenses 1:12-14). Imaginamos alguém preso pedindo consolo pela sua situação. Mas, foi nestas circunstâncias que escreveu aos irmãos em Filipos dizendo: “...alegrai-vos no Senhor...” (Filipenses 3:1).

O que vamos dizer de Pedro e dos demais apóstolos, que foram presos e açoitados, mas que regozijaram-se “...por terem sido considerados dignos de sofrer afrontas por esse Nome” (Atos 5:41)?

Quando olhamos para os sofrimentos que o nosso Senhor passou injustamente, devemos estar cientes do que podemos enfrentar, prontos para sermos injustiçados pelos homens (João 6:18-20), por amor ao Senhor, assim como Ele fez por nós (1 Pedro 2:24-25; Romanos 5:7-8).

Estejamos dispostos a ser verdadeiramente seus imitadores, e assim, tenhamos alegria no seu serviço. 

mensagem de Alessandro B. F. da Costa

~~~~~~

É hora de rever a realidade! Deus nos dá muito mais do que merecemos!

“Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniquidades” (Salmo 103:10).


Algumas vezes quando as pessoas perguntam como estou, respondo: “Estou melhor do que mereço”. Lembro-me de uma pessoa bem intencionada, dizendo: “Não, você merece muito!”, e eu respondi a ela: “Na verdade não”. Estava pensando no que realmente mereço – o julgamento de Deus.

Esquecemo-nos muito facilmente do quanto somos pecadores, inclusive no íntimo de nosso ser. Julgarmos nós mesmos melhores do que deveríamos diminui em nossa consciência a profunda dívida que temos com Deus por Sua graça. Diminui o preço pago por nosso resgate.

É hora de rever a realidade! Como o salmista nos lembra, Deus “não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniquidades” (Salmo 103:10). Considerando quem somos à luz de um Deus santo e justo, a única coisa que realmente merecemos é o inferno. E a eternidade é uma absoluta impossibilidade – exceto pela dádiva do sacrifício de Cristo na cruz. 

Se Deus nunca fizer nada mais além de ter nos redimido, Ele já terá feito muito mais do que merecemos. Não é surpresa o salmista dizer: “Pois o quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a Sua misericórdia para com os que O temem” (v. 11).

Conhecendo-nos pelo que somos, não podemos evitar dizer: “A graça eterna que veio nos libertar! Ele nos dá muito mais do que merecemos”

mensagem de  JMS
Sonete, “Sou a cruz”
em novotempo

sábado, 23 de abril de 2016

CRISE? É importante ter em mente que por maior que seja a crise, o Senhor sempre será maior que elas!


PERFUME DE CRISTO
por Eliseu Antonio Gomes

"E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo, e por meio de nós manifesta em todo o lugar a fragrância do seu conhecimento" - 2 Coríntios 2.14.

"Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece." - Filipenses 4.12-13.

Os dois textos bíblicos são usados de maneira interessante por parte da cristandade. Note bem, Paulo fala em vitória, abundância e fartura. No entanto, há quem faça menção de passagens das Escrituras frisando apenas o lado negativo, a derrota, o abatimento e a fome.

Há algum tempo atrás, a passagem bíblica da carta aos crentes de Filipos era uma citação bastante usada fora de contexto. Usava-se com a ideia de viver a vida cristã em patamar de invencibilidade. Na verdade o texto fala sobre altos e baixos. É incentivo ao cristão para que viva em qualquer tipo de situação mantendo a fidelidade ao Senhor. Passar por fracasso e vitória, experimentar a abastança e passar fome, ser rico ou ser pobre sendo sempre fiel a Deus.

Problemas existem neste mundo, mas não estamos vencidos por eles, na verdade somos mais do que vencedores em Cristo, que nos avisou que os cristãos atravessariam aflições. É importante ter em mente que por maior que seja a crise, o Senhor sempre será maior que elas. Adversidades servem para que sobressaia a vitória, assim como as trevas declaram a utilidade da luz.

Logicamente é certo propagar mensagens que possa trazer conforto ou esperança para alguém. Penso que quando isso é feito usando a verdade com amor o resultado é sempre excelente.

Muitas pessoas são capazes de fazer outras chorarem, sem sentirem-se mal por causarem sofrimento. Só quem tem talento dado por Deus é capaz de fazer quem sofre sorrir, aquele riso gostoso, que causa bem-estar e torna a dor menos intensa. E se isso é realizado com o cheiro de Cristo, pode ter certeza que é da vontade do Senhor.

fonte: http://belverede.blogspot.com.br/2012/06/perfume-de-cristo.html


quarta-feira, 20 de abril de 2016

Momentos difíceis? ... na verdade, o fato de quanto Deus nos ama é que pode nos impedir de desesperarmos.


Você já foi tentado a duvidar do amor de Deus por você? Talvez você tenha perdido uma pessoa amada, ouvido más notícias de um médico, ou tido que enfrentar novamente uma tentação perturbadora. “Deus”, você lamenta, “se Tu me amas de fato, como podes permitir que isto aconteça comigo?”.

Em todos esses momentos, na verdade, o fato de quanto Deus nos ama é que pode nos impedir de desesperarmos. “Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas?” (Rm 8.32). Meditar sobre os sofrimentos de Cristo pode realmente nos ajudar a “Conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento” (Ef 3.19) e é uma maneira absolutamente prática de nos equiparmos para confiar nEle, aconteça o que acontecer.

[...]

Na próxima vez que as circunstâncias tentarem você a duvidar do amor de Deus, pegue uma Bíblia e siga ao lado do seu Senhor no caminho que Ele percorreu para a cruz, à medida que sofreu por você. A experiência poderá mudar a sua vida. 

parte integrante da mensagem de Mark Johnson
foto internet pixabay


sábado, 16 de abril de 2016

Não se deixem abater. Cristo é o fim.


Mantenham-se alerta. Eu os estou incumbindo de um trabalho perigoso. Vocês serão como ovelhas correndo no meio de um bando de lobos, portanto não chamem atenção para vocês. Sejam espertos como a serpente, mas inofensivos como as pombas. Não sejam ingênuos. Alguns irão contestar as motivações de vocês; outros tentarão manchar sua reputação – só porque vocês creem em mim. Não fiquem deprimidos se forem levados perante as autoridades civis. Sem saber, eles fazem a vocês – e a mim – um grande favor, dando-lhes um palanque para pregar as novas do Reino! E não se preocupem com o discurso. As palavras certas serão ditas. O Espírito do Pai de vocês irá providenciá-las. Quando o povo perceber que é o Deus vivo que vocês apresentam, não algum ídolo que os faça sentir-se bem, eles irão se voltar contra vocês, até mesmo membros da família. Aqui está uma grande ironia: proclamar tanto amor e experimentar tanto ódio. Mas não desistam. Não se deixem abater. No final, valerá a pena. Vocês não estão perseguindo o sucesso, mas apenas tentando sobreviver. Sejam sobreviventes! Antes que se esgotem as opções, o Filho do Homem estará de volta. Mateus 10.16-23

Vivemos, espiritual e moralmente, em um mundo hostil. Precisamos ser realistas neste sentido. O que não devemos fazer é tirar conclusões apocalípticas dessa experiência. Discussões familiares, discórdia social, mal-estar na igreja não são o fim. Cristo é o fim.

Que situação hostil você está enfrentando?
Em cada obstáculo que eu encontrar hoje, Cristo Salvador, buscarei tua ajuda, esperarei tua vinda. Mostra-me como viver em tempos difíceis com o coração leve. Amém.

mensagem de Eugene H. Peterson  
"Um Ano com Jesus" 
Editora Ultimato.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

A tentação do poder confronta a difícil tarefa do amor.


O que torna a tentação do poder aparentemente tão irresistível? Talvez seja porque o poder oferece um fácil substituto para a difícil tarefa do amor. Parece mais fácil ser Deus do que amar a Deus; mais fácil controlar as pessoas do que amar as pessoas […] 

À pergunta de Jesus: “Você me ama?respondemos perguntando: “Podemos assentar-nos à Tua direita e à Tua esquerda em Teu Reino?” (Mt 20.21) […] Graças a Deus temos o exemplo daqueles que resistiram a essa tentação até o final e que, por meio dela, dão-nos esperança. Eles têm um nome: santos. Verdadeiros santos.


Henri Nouwen (“O Perfil do Líder Cristão no Século XXI”)
tema 1 Coríntios 13. 1-8

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Sem ponte, não dá!


Amilton Menezes,
Morei em Florianópolis, SC, por seis anos. A região é privilegiada por uma natureza exuberante. Um dos principais cartões postais é a ponte Hercílio Luz. Mesmo desativada, ela une o continente com a ilha de Santa Catarina, onde está a capital. Ao lado, outras duas pontes fazem a mesma ligação.
Sem essas pontes seria complicado atravessar de um lado para o outro. Aliás, mesmo com as pontes, ultimamente não tem sido fácil… O congestionamento é freqüente.

Você já parou para pensar que nós, seres humanos, estamos separados de Deus por causa de nossos pecados (Isaías 59:2)? Estamos de um lado e Deus do outro. Precisamos, desesperadamente, de uma ponte.

E Deus supriu esta ponte através de Seu Filho, Jesus Cristo. Ele venceu o abismo. Ele se fez homem. Como um de nós. Sua vida perfeita e o sacrifício voluntário na cruz do calvário pagaram o altíssimo preço de uma humanidade inteira. Por isso a salvação é de graça. Não tem pedágio. Nem congestionamento. A passagem na ponte é livre. É só passar.

Ah, não tem outra ponte, não. Apenas Jesus.

mensagem (grifo meu) de Amilton Menezes
(novotempo/amiltonmenezes/2011/11/18/sem-ponte-nao-da)

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Precisamos aprender a esperar e confiar exclusivamente em uma só Pessoa: Jesus!


"Também através dos teus juízos, Senhor, te esperamos." Isaías 26.8

Necessitamos tanto de força e poder interior! É o que encontramos na tranqüila espera e na confiança, como lemos em Isaías 30.15: "Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação." Por natureza não temos esse sossego, esse esperar confiante. Isso nos cria muitas dificuldades. Por quê? 

Porque enquanto esperamos no Senhor esperamos também por muitas outras coisas. E aí, quando nossas expectativas não se realizam imediatamente, ficamos decepcionados.

Precisamos aprender a esperar e confiar exclusivamente em uma só Pessoa: Jesus! Portanto, o que faz diferença não é a perseverança em si, mas é a espera em Deus, essa confiança no Senhor que não permite que sejamos envergonhados. 

Essa atitude consiste em constante e ininterrupta expectativa, em uma atitude de espera. É de profundo significado quando o salmista exclama: "Deus... em quem eu espero todo o dia." Em outras palavras, perseverar sem cessar. Aparentemente existem dias bons e dias ruins, mas a ininterrupta espera no Senhor cada vez mais liberta nosso coração dos altos e baixos de nossas emoções. 

A Bíblia diz: "...porquanto o que vale é estar o coração confirmado com graça." Mas só recebemos essa graça estabilizadora na espera ininterrupta em Deus: "Quanto a mim, esperarei sempre..."

mensagem de Wim Malgo
Extraído do livro "Pérolas Diárias" 


Cada novo dia nos provê a oportunidade de usar a marcha à ré em nossa vida

“Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova dentro em mim um espírito inabalável” (Sl 51:10).

Com o rosto contorcido de ira, o homem de camisa vermelha empurrava e gritava junto ao ônibus, tentando afastá-lo para fora do caminho. E não era por falta de informação. O motorista havia dito cinco ou seis vezes!

– A marcha à ré não está funcionando. Não posso fazer a geringonça voltar.

Mas algumas pessoas muito importantes estavam chegando do aeroporto a fim de atravessar de balsa para a capital. O homem da camisa vermelha tinha a responsabilidade de dar-lhes a primazia.

– Seria melhor que você o fizesse retroceder! – ordenou . – Deixe-me ver se você está tentando.

Ele inclinou-se na cabina para certificar-se de que o motorista tentava, então pulou outra vez para a frente.

– Agora solte a embreagem!
O motorista encolheu os ombros e assim fez. Por pouco o homem irado não foi ao chão.

A confusão prosseguiu por mais de trinta minutos até que prevaleceu o bom senso e o ônibus avançou para a balsa.

Cada novo dia nos provê a oportunidade de usar a marcha à ré em nossa vida, uma oportunidade para:

  • Recuar o máximo possível e tomar uma nova direção.
  • Perdoar aqueles que nos feriram ou nos interpretaram mal e iniciar uma nova página em nosso relacionamento com eles.
  • Reclamar o perdão de Deus e pedir aquele coração novo que nos permita começar tudo novamente.
  • Submeter nossa vontade ao Espírito de Deus e não permitir que ela nos conduza à rebelião.
  • Promovendo os meios de nos arrependermos e começarmos de novo. Isto significa permitir que Deus nos arranque da trama emaranhada do pecado e erros.


Querido Senhor, estica os fios emaranhados onde temos trabalhado em vão, para que pela habilidade de Tuas queridas mãos alguma beleza possa restar.”

“Confiando, esperando, crendo, segurando firmemente a mão do Poder Infinito, sereis mais do que vencedores” – Testimonies, vol. 7, p. 245.


mensagem de Walter Scragg
novotempo

terça-feira, 5 de abril de 2016

O coração humilde honra os outros.

“Conduz os humildes na justiça e lhes ensina o Seu caminho” (Salmo 25:9).

A verdadeira humildade não é fazer pouco de si mesmo, mas pensar em si mesmo da maneira correta. O coração humilde não diz “não posso fazer nada”. Em vez disso, ele diz: “Não posso fazer tudo. Sei do meu potencial e estou feliz com isso”.

Considerar os outros melhores do que você não é dizer que você não tem espaço; é dizer que você conhece o seu lugar.

O coração humilde honra os outros.

Mais uma vez, Jesus não é o nosso exemplo? 
Contente em ser conhecido como carpinteiro. 
Feliz por ser confundido com o jardineiro. 
Serviu Seus seguidores ao lavar-lhes os pés. 
Ele nos serve fazendo a mesma coisa. 
A cada manhã Ele nos presenteia com a beleza. 
A cada final de semana nos chama à Sua mesa. 
A cada momento Ele habita em nosso coração. 

E por acaso Ele não fala do dia em que o Senhor “se vestirá para servir, fará que [Seus servos] se reclinem à mesa, e virá servi-los?” (Lc 12:37).

Se Jesus está tão disposto a nos honrar, não podemos fazer o mesmo pelos outros? Faça das pessoas sua prioridade. Aceite sua parte no plano dEle. Seja rápido para compartilhar o aplauso. E, acima de tudo, considere os outros mais importantes que você mesmo.

mensagem de Arautos do Rei, “Nele”
(novotempo)

domingo, 3 de abril de 2016

Um novo coração, é o mais importante de tudo!


A sociedade diz “mude o exterior e o interior também mudará”. Dê educação, os hábitos corretos, as disciplinas certas a uma pessoa e ela se transformará. E nós tentamos. Ah, como tentamos!

Compramos roupas. Buscamos diplomas, premiações e conquistas. Mas retire as camadas, e embaixo você verá nossa verdadeira natureza: um coração egoísta, orgulhoso e pecaminoso.

Jesus disse, “Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo.” João 3:3

No nosso “novo nascimento” Deus refaz nossas almas e nos dá o que precisamos. Olhos novos para que possamos ver pela fé. Uma nova mente para que tenhamos a mente de Cristo. Uma nova visão para não desistirmos. Uma nova voz para louvar e mãos para servir. E mais importante de tudo, um novo coração!

mensagem de Max Lucado
Fonte: O Trovão Gentil
(foto: internet)