No fertilíssimo solo da Palavra de Deus encontramos os ensinos e promessas para enfrentar as tempestades desta vida

Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios.  Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará  (Salmo 1:1-3).

ÁRVORES DE JUSTIÇA
Todos sabem que as raízes são parte essencial para o crescimento de uma árvore. Elas tiram do solo a nutrição necessária para a vida da planta: água, sais minerais e substâncias orgânicas. A parte visível da planta é resultado de um processo invisível. O tamanho da árvore, sua floração e frutificação são provas das propriedades do solo e do bom trabalho executado pelas raízes.

Não é diferente conosco. Nossa maneira de pensar, passatempos, leituras, prazeres,amizades, enfim; tudo o que absorvemos pelos cinco sentidos nos nutrem e formam a pessoa que somos. Cada um de nós escolhe deliberadamente o tipo de solo no qual fincamos nossas raízes, ou seja, o que alimenta nossa alma e espírito.

Um crente apenas pode crescer interiormente se extrai sua alimentação do fertilíssimo solo da Palavra de Deus. Ali encontramos os ensinos e promessas que nos capacitam a enfrentar as tempestades desta vida à maneira de Deus. Mas é preciso nos alimentar diariamente do próprio Deus a fim de que sejamos chamados "árvores de justiça, plantações do Senhor, para que ele seja glorificado" (Isaías 61:3).

BoaSemente-apaz-25fevereiro2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!