É justamente numa realidade desvalorizada que resplandece a Luz!


Travessia do Mar da Galiléia
O Deus único e verdadeiro, "O Deus de Israel", é o especialista, por excelência, em manifestar Sua graça e poder através daquilo que a maioria considera desprezível, para ser glorificado no cumprimento de Seu propósito benigno e eterno.

A Galiléia é um exemplo vívido dessa realidade. É um território situado ao norte da Terra de Israel, cuja população, séculos antes de Cristo, já se compunha predominantemente de gentios, pelo que foi chamada de "Galiléia dos Gentios". Para a maioria dos judeus era uma região desprezível e perigosa, a ponto de Natanel perguntar: "De Nazaré [i.e., da Galiléia] pode sair alguma coisa boa?" (Jo 1.46). 

Pois foi justamente nessa realidade desvalorizada que Jesus, o Filho de Deus, o Rei de Israel, começou Seu ministério público, autenticado por Seus milagres inigualáveis, para cumprir o que predissera o profeta Isaías: 

"... Deus, nos primeiros tempos, tornou desprezível a terra de Zebulom e a terra de Naftali; mas, nos últimos, tornará glorioso o caminho do mar, além do Jordão, Galiléia dos gentios. O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz" (Is 9.1-2). Essa "Luz" irradiou-se da Galiléia para  "... todas as nações da terra..." (Gn 22.18), numa demonstração exemplar de que "... Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; a fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus" (1Co 1.27-29)

mensagem de Jamil Abdalla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!