Como reconhecer a verdadeira alegria e como encontrá-la?

Porventura não sabes tu que desde a antiguidade, desde que o homem foi posto sobre a terra, o júbilo dos ímpios é breve, e a alegria dos hipócritas momentânea? (Jó 20:4-5).

O homem foi criado para desfrutar de alegria e tem um desejo inato por ela. Então onde a alegria, ou a ideia de alegria, é oferecida, as pessoas se ajuntam. O entretenimento é um modo de muitos obterem uma alegria momentânea mas intensa.


Uma coisa é certa: a genuína, imperturbável alegria não pode ser encontrada no entretenimento. Até o filósofo ateu Nietzsche declarou: "A mãe do excesso não é a alegria, é a falta dela". De fato, a busca de prazeres desse tipo são expressões de um vazio interior. Ao longo dos anos, eles apenas endurecem a consciência.

Será que estamos tão longe de Deus que tais coisas ainda nos parecem encantadoras?

A verdadeira e duradoura alegria não pode ser encontrada em uma vida exuberante e dissoluta. Nosso coração clama por algo melhor. Mas como reconhecer a verdadeira alegria e como encontrá-la?

"o reino de Deus é alegria no Espírito Santo" (Romanos 14:17). Se o Reino de Deus dominar em nosso coração, essa alegria divina transbordará nosso ser, e descobriremos uma satisfação e senso de realização que nada humano pode igualar. Por isso, o Senhor Jesus nos ensinou a pedir: "Venha o teu reino" (Mateus 6:10)!

de: Boa Semente
apaz/todo_dia/2015/fevereiro09

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!