✿ Registre seu email e receba as mensagens deste Devocional:

Pesquise

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Como saber a vontade de Deus

Portas abertas
Atos 16:6-7 “E, percorrendo a região frígio-gálata, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na Ásia, defrontando Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não o permitiu.”

Paulo queria ir para a Ásia. Deus tinha outros planos. Deus fechou portas no caminho de Paulo. Paulo acabou indo a Filipos, onde uma igreja importante foi fundada.

Deus quer nos mostrar o caminho. Só Ele pode nos mostrar a direção certa. Salmos 25:4-5 “Faze-me, SENHOR, conhecer os teus caminhos, ensina-me as tuas veredas. Guia-me na tua verdade e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação, em quem eu espero todo o dia.”

Se você quer seguir algum caminho, namorar ou casar com uma determinada pessoa, ou alcançar algum objetivo, se isto for a vontade de Deus, as portas vão abrir. Se não for, você pode forçá-las, mas pode depois vir a se arrepender devido ao que encontrar do outro lado daquelas portas. Esteja sempre atento para a vontade de Deus e para as portas abrindo ou fechando de acordo com Sua vontade.

E, lembre-se, é mais fácil saber o que uma outra pessoa realmente quer quando você conhece bem aquela pessoa. Certamente Deus irá revelar a vontade dEle para nós. Mas, quanto mais O conhecermos, mais claramente entenderemos e ouviremos Sua vontade. Por isso é bom desde já buscar conhecer cada vez mais a Deus. Deus te abençoe.

parte da mensagem de Dennis Downing

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Testemunhas do evangelho





"Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio. Portanto, não se envergonhe de testemunhar do Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro dele, mas suporte comigo os sofrimentos pelo evangelho, segundo o poder de Deus."   -  2 Timóteo 1.7-8


Timóteo era muito jovem quando foi chamado para o ministério. Paulo o ajudava e o encorajava sempre, dando conselhos e orientações que seriam muito importantes em sua jornada cristã.

Paulo fala que o espírito que ele havia recebido não era de medo, de covardia; era de poder, para que Timóteo pudesse testemunhar do Senhor e dos sofrimentos de Paulo com coragem e ousadia. E tudo o que viria como consequência (os sofrimentos pelo evangelho) deveriam ser suportados também pelo poder vindo de Deus.

Devemos orar para que nossos irmãos que sofrem perseguição tenham esse espírito de poder, para serem firmes testemunhas do evangelho.

mensagem de Deborah Stafussi
Portas Abertas Brasil



domingo, 27 de dezembro de 2015

Você já aceitou a Jesus Cristo como o Senhor e Salvador da sua vida?


O nascimento de Jesus foi um evento histórico. Se aquele dia não ocorreu em 25 de dezembro, o que importa? Isto não deveria nos impedir de glorificar a Deus pelo nascimento do Salvador.
 
[...]

“No mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus e dizendo: Glória a Deus nas maiores alturas, paz na terra entre os homens a quem ele quer bem” (Lucas 2:13,14). Aqui é revelado o verdadeiro espírito do Natal. Amor a Deus e ao próximo.

Deveríamos estudar e viver este cântico. 

Amigo, de nada valeria Jesus nascer mil vezes na manjedoura de Belém se não nascer em nosso coração. Você já aceitou a Jesus Cristo como o Senhor e Salvador da sua vida?

Feliz Natal!

trecho da mensagem de: http://biblia.com/blog/artigos/o-nascimento-de-cristo/

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Ele se Importa com Você!


Talvez você não queira incomodar Deus com suas dores. Afinal de contas, “Ele tem a fome mundial, pestes e guerras para se preocupar. Ele não vai se importar com meus pequenos problemas,” você pensa. Por que você não deixa que Ele decida com o que vai se preocupar?

Jesus se importou com uma festa de casamento o suficiente para providenciar vinho. Ele se importou o suficiente com a mulher perto do poço para responder às perguntas dela. 1 Pedro 5:7 diz “Ele tem cuidado de vocês.”

Seu primeiro passo deve ser ir para a pessoa certa. Vá para Deus. O segundo passo é tomar a postura certa. Curve-se diante de Deus. Lucas 18:7-8 nos relembra “Acaso Deus não fará justiça aos Seus escolhidos, que clamam a ele dia e noite?…Ele lhes fará justiça, e depressa.”

Ouça à oração em Salmo 25:1-2: “Senhor, a ti elevo a minha alma. Em ti confio, ó meu Deus.” Então, vá…curve-se e confie. Vale à pena, não acha?

Mensagem de “Aliviando a Bagagem”
Max Lucado

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Nós podemos saber a verdade... "Conhecereis . . ."

"A Verdade vos Libertará" (João 8:32)


"Conhecereis . . ."

Jesus não mostra a "verdade" como um objetivo ilusório e inatingível. Ele diz: "Conhecereis a verdade". Jesus plenamente ensinou que podemos e devemos conhecer a verdade. Podemos conhecer a verdade hoje do mesmo jeito que o povo de Beréia o fez no primeiro século: Eles procuraram por ela nas Escrituras (veja Atos 17:11). Podemos distinguir o certo do errado. Paulo instruiu os Tessalonicenses: "Julgai todas as cousas, retende o que é bom; abstende-vos de toda forma de mal" (1 Tessalonicenses 5:21-22). Ainda hoje é verdade que a "lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para os meus caminhos" (Salmo 119:105).

As pessoas que escreveram o Novo Testamento confidentemente declaram que é possível saber a verdade. Em Hebreus 10:26, o escritor fala das pessoas que tinham "recebido o pleno conhecimento da verdade". João falou com pessoas que receberam este conhecimento da verdade (1 João 2:21). Paulo condenou aqueles que estão "sempre aprendendo mas que jamais podem chegar ao conhecimento da verdade" (2 Timóteo 3:7). Por que receberam tão severa crítica? Porque eles fracassaram em aprender a verdade, resistindo assim a palavra de Deus. Eles não compreenderam a verdade porque assim não a quiseram (veja 2 Timóteo 3:8). Nós podemos saber a verdade.

trecho da mensagem de Dennis Allan

sábado, 19 de dezembro de 2015

Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Está mais do que na hora de colocar em ordem nosso coração diante de Deus!



Paulo disse aos coríntios, mas também a nós, através da sua epístola: "Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois vós, é sagrado" (1 Co 3.16-17). 

Nossa responsabilidade em relação ao nosso coração, que nos foi transmitida quando decidimos tornar-nos cristãos, é muito maior do que a de uma pessoa que ainda está longe de Deus. Aquele que entregou a chave do seu coração a Deus, que se decidiu por Jesus Cristo, é responsável pelo estado do próprio coração, para que Jesus possa de fato habitar ali. Como está a situação do nosso coração? Ainda existe sujeira escondida, ainda guardamos pensamentos obscuros? Está mais do que na hora de colocar em ordem nosso coração diante de Deus! Vamos fazer um novo começo neste novo ano! 

mensagem de Peter Malgo

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

É justamente numa realidade desvalorizada que resplandece a Luz!


Travessia do Mar da Galiléia
O Deus único e verdadeiro, "O Deus de Israel", é o especialista, por excelência, em manifestar Sua graça e poder através daquilo que a maioria considera desprezível, para ser glorificado no cumprimento de Seu propósito benigno e eterno.

A Galiléia é um exemplo vívido dessa realidade. É um território situado ao norte da Terra de Israel, cuja população, séculos antes de Cristo, já se compunha predominantemente de gentios, pelo que foi chamada de "Galiléia dos Gentios". Para a maioria dos judeus era uma região desprezível e perigosa, a ponto de Natanel perguntar: "De Nazaré [i.e., da Galiléia] pode sair alguma coisa boa?" (Jo 1.46). 

Pois foi justamente nessa realidade desvalorizada que Jesus, o Filho de Deus, o Rei de Israel, começou Seu ministério público, autenticado por Seus milagres inigualáveis, para cumprir o que predissera o profeta Isaías: 

"... Deus, nos primeiros tempos, tornou desprezível a terra de Zebulom e a terra de Naftali; mas, nos últimos, tornará glorioso o caminho do mar, além do Jordão, Galiléia dos gentios. O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz" (Is 9.1-2). Essa "Luz" irradiou-se da Galiléia para  "... todas as nações da terra..." (Gn 22.18), numa demonstração exemplar de que "... Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; a fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus" (1Co 1.27-29)

mensagem de Jamil Abdalla

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Desarmonia é o maior inimigo do avivamento.



"Eles voltam, mas não para o Altíssimo." Oséias 7.16

Esta é a queixa do Senhor sobre Seu povo proferida pela boca do profeta Oséias. A uma conversão pessoal autêntica sempre segue um despertamento. Despertamento significa vida, e vida se reparte com outros. Por isso, conversões com reação em cadeia são algo comum na Igreja de Jesus. 

Acerca da igreja primitiva, lemos: "Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos." Onde isso não acontece, se estabelece uma desarmonia no interior dos crentes. Desarmonia é o maior inimigo do avivamento. Porém, em todo lugar onde corações divididos se voltam totalmente para Deus, forçosamente o Seu poder se manifesta. 

Em 2 Crônicas 16.9 está escrito: "Porque, quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dele." Portanto, a força do Senhor é experimentada por aqueles que estão totalmente consagrados ao Senhor. Corações desequilibrados e divididos não somente estão divididos para com o Senhor, mas também estão em desarmonia para com o mundo ao seu redor. Por isso temos tantos relacionamentos e tantas famílias desequilibradas. Mas assim que seu coração se voltar totalmente para o Senhor outra vez, seu matrimônio e sua família serão curados.

por Wim Malgo
PérolasDiárias

domingo, 13 de dezembro de 2015

NATAL - Os crentes vivem essa boa notícia todos os dias, pois expe­rimentam a salvação que Cristo lhes ofereceu e se rendem ao senhorio dEle.



Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou (Lucas 2:8-9).


Uma noite inesquecível

O período natalino já começou. As vitrines e os prédios há muito estão decorados com primor. Todos estão afetados pela atmosfera do Natal. Para alguns, ir à igreja e ouvir o sermão natalino é tradição. Um dos versículos mais lidos nesse período é o registrado acima. É simples e ao mesmo tempo sensacional.

De noite, um anjo de Deus apareceu inesperadamente aos pastores que estavam fora dos portões de Belém. A glória divina envolvia toda a cena, algo que os pastores jamais experimentaram. Aqueles homens de repente se encontraram diante de uma realidade que nenhuma pesquisa científica pode investigar.

Esse foi um maravilhoso pano de fundo para a mensagem celestial: “Na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor” (v. 11).

Os pastores saíram imediatamente para visitar a Criança na manjedoura. E depois foram relatar o que viram por todo o distrito. Para eles era uma ocasião especial, uma noite santa.

Como esse relato nos emociona até hoje! Nessa época tão agitada, nossa tendência é ignorar o significado dessa mensagem. O Senhor Jesus nasceu para ser o Salvador e o Senhor do mundo. Mas os crentes vivem essa boa notícia todos os dias, pois expe­rimentam a salvação que Cristo lhes ofereceu e se rendem ao senhorio dEle.

de Boa Semente-apaz/todo_dia/2010/Dezembro23.html

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Como reconhecer a verdadeira alegria e como encontrá-la?

Porventura não sabes tu que desde a antiguidade, desde que o homem foi posto sobre a terra, o júbilo dos ímpios é breve, e a alegria dos hipócritas momentânea? (Jó 20:4-5).

O homem foi criado para desfrutar de alegria e tem um desejo inato por ela. Então onde a alegria, ou a ideia de alegria, é oferecida, as pessoas se ajuntam. O entretenimento é um modo de muitos obterem uma alegria momentânea mas intensa.


Uma coisa é certa: a genuína, imperturbável alegria não pode ser encontrada no entretenimento. Até o filósofo ateu Nietzsche declarou: "A mãe do excesso não é a alegria, é a falta dela". De fato, a busca de prazeres desse tipo são expressões de um vazio interior. Ao longo dos anos, eles apenas endurecem a consciência.

Será que estamos tão longe de Deus que tais coisas ainda nos parecem encantadoras?

A verdadeira e duradoura alegria não pode ser encontrada em uma vida exuberante e dissoluta. Nosso coração clama por algo melhor. Mas como reconhecer a verdadeira alegria e como encontrá-la?

"o reino de Deus é alegria no Espírito Santo" (Romanos 14:17). Se o Reino de Deus dominar em nosso coração, essa alegria divina transbordará nosso ser, e descobriremos uma satisfação e senso de realização que nada humano pode igualar. Por isso, o Senhor Jesus nos ensinou a pedir: "Venha o teu reino" (Mateus 6:10)!

de: Boa Semente
apaz/todo_dia/2015/fevereiro09

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Ovelhas - Precisamos de um pastor para cuidar de nós e nos guiar. E Jesus é o Bom Pastor.


Ovelhas não são espertas. Elas tendem a se desviar para riachos por causa de água, mas aí sua lã se molha e fica pesada, e elas se afogam. Elas não têm senso de direção. Elas precisam de um pastor que as guie para águas tranquilas. E nós também!

Nós, assim como as ovelhas, tendemos a sermos levados por águas que deveríamos evitar. Não temos defesa contra o leão mau que ruge ao nosso redor procurando alguém para devorar.

Isaías 53:6 nos lembra “Todos nós, tal qual ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós.”

Precisamos de um pastor para cuidar de nós e nos guiar. E Jesus é o Bom Pastor. O Pastor que dá a vida pelas ovelhas. O Pastor que protege, provê e possui suas ovelhas. O Salmista diz: O Senhor é meu pastor! Esta imagem é levada ao Novo Testamento onde Jesus é chamado de o bom pastor das ovelhas!

Jesus disse, “Eu sou o bom pastor; eu conheço minhas ovelhas e minhas ovelhas me conhecem – assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai – e eu dou minha vida pelas ovelhas.” João 10:14-15

Fonte: O Trovão Gentil
Max Lucado

domingo, 6 de dezembro de 2015

ESTAR BEM COM DEUS - Deus mantém as Suas promessas, incluindo a promessa de perdoar.


Estar bem com Deus é uma questão da sua resposta ao que Deus fez em seu favor. Ele enviou o Salvador, Ele proveu o sacrifício para tirar o seu pecado (João 1:29), e Ele lhe oferece a promessa: “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Atos 2:21).

Uma linda ilustração de arrependimento e perdão é a parábola do filho pródigo (Lucas 15:11-32). O filho mais novo desperdiçou o presente de seu pai em pecado vergonhoso (versículo 13). Quando ele reconheceu que seu agir estava errado, decidiu retornar para casa (versículo 18). Ele concluiu que não seria mais considerado como filho (versículo 19), mas ele estava errado. Seu pai amou o rebelde que havia voltado, mais do que nunca (versículo 20). Tudo estava perdoado, e uma celebração ocorreu (versículo 24).

Deus mantém as Suas promessas, incluindo a promessa de perdoar. “Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito oprimido” (Salmos 34:18).

Se você quer ficar bem com Deus, aqui está uma pequena oração. Lembre-se que fazer esta oração ou qualquer outra oração não irá salvar você. Apenas confiando em Cristo você pode ser salvo do seu pecado. Esta oração é uma simples forma de expressar a Deus a sua fé Nele e agradecer por lhe dar a salvação. “Deus, eu sei que pequei contra Ti e mereço punição. Mas Jesus Cristo tomou a punição que eu mereço para que através da fé Nele eu pudesse ser perdoado. Eu me volto contra o meu pecado e ponho a minha fé em Ti para salvação. Eu aceito Jesus como meu Salvador pessoal! Obrigado por Tua graça e perdão maravilhosos – o dom da vida eterna! Amém!”

trecho de: gotquestions/Portugues/ficar-bem-com-Deus.html

sábado, 5 de dezembro de 2015

Faça da GRATIDÃO, uma rotina!

retransmitindo esta bela reflexão do texto de @Arthur C. Brooks no Estadão*, 

porque ser grato, AGRADECER e cuidar de tudo que temos 
ao invés de sofrer pelo que não se tem e deseja... é triste, 
faz mal à saúde e, principalmente, 
demonstra a falta de confiança em Deus 
que tudo provê na vida de seus filhos, 
dentro do tempo certo!
Paz a todos em Cristo Jesus nosso Amado Senhor!
Arlete Oliveira


(*) http://vida-estilo.estadao.com.br/noticias/comportamento,escolha-ser-grato-isso-fara-voce-mais-feliz,10000003879


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

O segredo não está naqueles que recebem o descanso, mas Naquele que produz em nós o descanso.


Jeremias 6:16 - Assim diz o SENHOR: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas; mas eles dizem: Não andaremos nele. 

Diante de um povo incrédulo e idólatra, Jeremias insistia em pregar aquilo que ouvia de Jeová: “Assim diz o Senhor:... perguntem pelo bom caminho. Sigam-no e acharão descanso. Mas vocês disseram: Não seguiremos!” (Jeremias 6:16).

“Assim diz o Senhor” foi a marca registrada de Jeremias. Pela qual foi humilhado, preso e maltratado. Hoje, como no tempo do profeta, pregações que anunciam o “assim diz o Senhor” continuam sendo ridicularizadas e rejeitadas. Pregações coerentes com a Revelação escrita continuam recebendo a resposta pública do “não seguiremos!”

“Perguntem pelo bom caminho, Sigam-no e acharão descanso”. Corajosamente, Jesus nos diz: “Eu sou o caminho”; Eu darei ”descanso para as vossas almas”. Todos aqueles que têm tido a coragem, a fé suficiente para seguir o caminho, tem encontrado “descanso” para a alma. O testemunho é unânime. O segredo não está naqueles que recebem o descanso, mas Naquele que produz em nós o descanso. Por isso, obedecer o “assim diz o Senhor” sempre fortalece nossa vida cristã.

                                  por Pr. Olavo Feijó

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

O sobrinho de Paulo: coragem exemplar

“Na noite seguinte, o Senhor, pondo-se ao lado dele (de Paulo), disse: Coragem! Pois do modo por que deste testemunho a meu respeito em Jerusalém, assim importa que também o faças em Roma. Quando amanheceu, os judeus se reuniram e, sob anátema, juraram que não haviam de comer, nem beber, enquanto não matassem Paulo. Mas o filho da irmã de Paulo, tendo ouvido a trama, foi, entrou na fortaleza e de tudo avisou a Paulo” (At 23.11-12,16).


O nome desse sobrinho de Paulo não é citado no texto bíblico. Presume-se que Paulo foi expulso de sua família quando se converteu a Jesus (veja Fp 3.8). Mas esse sobrinho, de alguma forma, tinha simpatia por Paulo. Familiares podiam visitar prisioneiros que tivessem a cidadania romana (At 24.23), e o sobrinho fez uso desse privilégio. 

Deus poderia simplesmente ter arrebatado Paulo, assim como fez com Filipe (At 8.39). Porém, Ele não o fez, para mostrar como é importante nossa cooperação na realização da Sua vontade. Deus poderia ter enviado um anjo, mas usou o sobrinho de Paulo para salvar a vida do apóstolo. Esse jovem teve a coragem de revelar um plano assassino. 

O Senhor pode usar qualquer pessoa, independentemente de sua idade, crentes jovens ou velhos, mas obedientes e destemidos. O jovem que ajudou Paulo foi corajoso por não seguir com a massa e não compartilhar da opinião da maioria.

                                  por Norbert Lieth