Falando com propósito; “não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe”.

Texto Básico: Efésios 4.25-32
O versículo 29 afirma: “não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe”

O termo “Torpe” (gr. sapros) quer dizer basicamente “podre”, “sem valor”: queixume, zombaria, palavras chulas, grosseiras. 

Palavra “torpe” também significam palavras cínicas, sarcásticas, expressões obscenas que não beneficiam a quem ouve, pois são sem conteúdo: não edificam nem dispensam graça aos ouvintes. São conversas fúteis e imorais, que além de não terem valor, espalham podridão, contaminando assim os que delas participam e pior: conspiram contra a unidade do Corpo!

“Palavra torpe”, junto com a “mentira”, a “ira” e o “furto”, entristecem o Espírito Santo. Porém o falar construtivo, aquele que, em última análise, expressa o que é certo, na hora certa, de forma certa, é um falar com propósito. Quem assim procede, além de falar o mínimo possível, erra menos e evita um caminhão de encrenca. Portanto, o falar sábio e honesto é o distintivo que nenhum cristão pode se dar ao luxo de dispensar.

ultimato/estudos-biblicos/assunto/igreja/em-busca-de-uma-igreja-saudavel/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!