Aprendendo a ver com novos olhos

O legendário detetive Sherlock Holmes, personagem criado por sir Arthur Conan Doyle, é uma das mais intrigantes criações da ficção literária. Já seu famoso parceiro, Dr. John Watson, é um tipo comum. O objetivo do autor era contrastar seus leitores, pessoas como nós, comuns, com o extraordinário detetive. Veja este diálogo entre eles e determine com qual deles você mais se parece:

Holmes: Você vê, mas não observa. A diferença é clara. Por exemplo, você tem visto frequentemente os degraus que conduzem ao corredor desta sala. 
Watson: Sim, frequentemente
Holmes: Quantas vezes?
Watson: Bem, umas cem vezes, eu acho.
Holmes: Então quantos degraus são?
Watson: Quantos? Eu não sei!
Holmes: Aí está! Você não observou, e no entanto viu. É exatamente neste ponto que desejo chegar. Pois bem, sei que são dezessete degraus, porque não somente vi, observei.

Holmes trabalha esse problema de modo semelhante ao que Jesus fez, em Mateus 6.25-34. Existe uma enorme diferença entre ver e observar. Quando elevamos nossos olhos aos céus ou contemplamos a natureza, não é muito difícil encontrar pássaros e flores ao alcance da visão. Estamos tão acostumados com sua presença que lhes damos pouca atenção. 

Jesus, porém, ao abordar diretamente a questão da ansiedade, convida-nos a olhar com outros olhos. Nosso Senhor nos convida não apenas a ver, mas a observar com atenção as aves e os lírios. Comuns na Palestina, essas duas figuras serviriam aos propósitos pedagógicos do Senhor para ensinar sobre ansiedade.
[...]

trecho do "Estudo publicado originalmente pela Editora Cultura Cristã, na série Expressão – Vencendo a Ansiedade." Ultimato

-----------------------

Mateus 6.25-34.
25 Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário? 
26 Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas? 
27 Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? 
28 E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam; 
29 contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles. 
30 Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé? 
31 Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir? 
32 (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso. 
33 Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
34 Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

--------------------
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!