Nós remamos o barco

por Max Lucado
Uma coisa é sofrer por fazer o que é errado. Outra coisa completamente diferente é sofrer por fazer o que é certo. Mas isso acontece. E quando a tempestade explode, ela leva a ingênua suposição de que se eu fizer o que é certo, nunca sofrerei.

Basta perguntar ao casal fiel cujo berço está vazio. Basta perguntar ao empresário cujo trabalho honesto foi recompensado com uma inflação desenfreada. Basta perguntar ao aluno que se posicionou pela verdade e foi ridicularizado.   
 
E como os discípulos no barco, eles se perguntam, “Por que a tempestade, e onde está Jesus?”(João 6:19).

Já é ruim o suficiente estar na tempestade, mas estar na tempestade sozinho? Então para onde isso nos leva?

É simples. Fazemos o que os discípulos fizeram. Nós remamos o barco.
Ah, há momentos de fascinação, dias de celebração. Mas nós também temos a nossa cota de sanduíches de mortadela. E para termos a primeira, nós precisamos suportar a segunda. Nós remamos o barco.

“Acaso Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele dia e noite? Continuará fazendo-os esperar?” (Lucas 18:7).





Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!