✿ Registre seu email e receba as mensagens deste Devocional:

Pesquise

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Tire as Sandálias, A adoração é uma ocasião santa.

Um pastor estava cuidando das suas ovelhas quando ele viu algo incrível: uma sarça pegando fogo que não se consumia! Quando chegou mais perto para investigar ele ouviu uma voz do meio da sarça o chamando pelo nome. A voz então disse, “Não te chegues para cá; tira as sandálias dos pés, porque o lugar em que estás é terra santa” (Êxodo 3:5). Aquele pastor era Moisés, e a voz na sarça era a de Deus. Nesta cena extraordinária aprendemos uma lição muito necessária sobre adoração. 


A adoração é uma ocasião santa. Quando adoramos a Deus deixamos o que é mundano e trivial para chegarmos diante do único, verdadeiro Deus vivo! De fato, quando nos aproximamos do Criador, seja na adoração pública ou particular, temos que entender a seriedade e gravidade da ocasião. Estamos entrando em um espaço santo. Estamos pisando em terra santa!

Quando Moisés levou seu povo de volta às montanhas onde Deus apareceu a ele na sarça, os filhos de Israel tremeram perante Deus. Quando ficaram no pé da montanha e sentiram-na tremer, vendo a fumaça subir dela, e ouvindo o clangor da trombeta e a voz de Deus, disseram a Moisés, “Fala-nos tu, e te ouviremos; porém não fale Deus conosco, para que não morramos” (Êxodo 20:19). Entendemos que é isso que estamos fazendo quando adoramos? Entendemos que estamos envolvidos em algo que é mais alto e mais santo do que aquilo que ocorreu no Sinai? 

Como filhos de Deus sob a nova aliança, chegamos ao “monte Sião e à cidade do Deus vivo, a Jerusalém celestial, e a incontáveis hostes de anjos, e à universal assembléia e igreja dos primogênitos arrolados nos céus, e a Deus, o Juiz de todos” (Hebreus 12:22-23). Considerando a magnitude destes fatos incríveis, o escritor de Hebreus orou que possamos ter graça, “pela qual sirvamos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor; porque o nosso Deus é fogo consumidor” (Hebreus 12:28-29).

Ouçam, queridos leitores, ao que vos digo agora: o Senhor não é nosso colega, e Deus não é nosso amiguinho... ele é Deus! Deus é Deus e nós não somos nada! Somos mortais comprados com sangue que receberam o privilégio de nos aproximarmos de nosso Criador em adoração! Nós somos pecadores não merecedores que recebemos o direito através do sangue do nosso Salvador de ficar perante o Rei dos reis e Senhor dos senhores! Nunca podemos esquecer quem somos e quem ele é quando chegamos perante seu trono! Então quando adorarmos, que possamos ficar de joelhos e tirar nossas sandálias, pois o lugar que estamos é terra santa!

                                                                   –por David Maxson


(foto encontrada na web)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!