✿ Registre seu email e receba as mensagens deste Devocional:

Pesquise

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Como saber a vontade de Deus

Portas abertas
Atos 16:6-7 “E, percorrendo a região frígio-gálata, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na Ásia, defrontando Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não o permitiu.”

Paulo queria ir para a Ásia. Deus tinha outros planos. Deus fechou portas no caminho de Paulo. Paulo acabou indo a Filipos, onde uma igreja importante foi fundada.

Deus quer nos mostrar o caminho. Só Ele pode nos mostrar a direção certa. Salmos 25:4-5 “Faze-me, SENHOR, conhecer os teus caminhos, ensina-me as tuas veredas. Guia-me na tua verdade e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação, em quem eu espero todo o dia.”

Se você quer seguir algum caminho, namorar ou casar com uma determinada pessoa, ou alcançar algum objetivo, se isto for a vontade de Deus, as portas vão abrir. Se não for, você pode forçá-las, mas pode depois vir a se arrepender devido ao que encontrar do outro lado daquelas portas. Esteja sempre atento para a vontade de Deus e para as portas abrindo ou fechando de acordo com Sua vontade.

E, lembre-se, é mais fácil saber o que uma outra pessoa realmente quer quando você conhece bem aquela pessoa. Certamente Deus irá revelar a vontade dEle para nós. Mas, quanto mais O conhecermos, mais claramente entenderemos e ouviremos Sua vontade. Por isso é bom desde já buscar conhecer cada vez mais a Deus. Deus te abençoe.

parte da mensagem de Dennis Downing

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Testemunhas do evangelho





"Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio. Portanto, não se envergonhe de testemunhar do Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro dele, mas suporte comigo os sofrimentos pelo evangelho, segundo o poder de Deus."   -  2 Timóteo 1.7-8


Timóteo era muito jovem quando foi chamado para o ministério. Paulo o ajudava e o encorajava sempre, dando conselhos e orientações que seriam muito importantes em sua jornada cristã.

Paulo fala que o espírito que ele havia recebido não era de medo, de covardia; era de poder, para que Timóteo pudesse testemunhar do Senhor e dos sofrimentos de Paulo com coragem e ousadia. E tudo o que viria como consequência (os sofrimentos pelo evangelho) deveriam ser suportados também pelo poder vindo de Deus.

Devemos orar para que nossos irmãos que sofrem perseguição tenham esse espírito de poder, para serem firmes testemunhas do evangelho.

mensagem de Deborah Stafussi
Portas Abertas Brasil



domingo, 27 de dezembro de 2015

Você já aceitou a Jesus Cristo como o Senhor e Salvador da sua vida?


O nascimento de Jesus foi um evento histórico. Se aquele dia não ocorreu em 25 de dezembro, o que importa? Isto não deveria nos impedir de glorificar a Deus pelo nascimento do Salvador.
 
[...]

“No mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus e dizendo: Glória a Deus nas maiores alturas, paz na terra entre os homens a quem ele quer bem” (Lucas 2:13,14). Aqui é revelado o verdadeiro espírito do Natal. Amor a Deus e ao próximo.

Deveríamos estudar e viver este cântico. 

Amigo, de nada valeria Jesus nascer mil vezes na manjedoura de Belém se não nascer em nosso coração. Você já aceitou a Jesus Cristo como o Senhor e Salvador da sua vida?

Feliz Natal!

trecho da mensagem de: http://biblia.com/blog/artigos/o-nascimento-de-cristo/

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Ele se Importa com Você!


Talvez você não queira incomodar Deus com suas dores. Afinal de contas, “Ele tem a fome mundial, pestes e guerras para se preocupar. Ele não vai se importar com meus pequenos problemas,” você pensa. Por que você não deixa que Ele decida com o que vai se preocupar?

Jesus se importou com uma festa de casamento o suficiente para providenciar vinho. Ele se importou o suficiente com a mulher perto do poço para responder às perguntas dela. 1 Pedro 5:7 diz “Ele tem cuidado de vocês.”

Seu primeiro passo deve ser ir para a pessoa certa. Vá para Deus. O segundo passo é tomar a postura certa. Curve-se diante de Deus. Lucas 18:7-8 nos relembra “Acaso Deus não fará justiça aos Seus escolhidos, que clamam a ele dia e noite?…Ele lhes fará justiça, e depressa.”

Ouça à oração em Salmo 25:1-2: “Senhor, a ti elevo a minha alma. Em ti confio, ó meu Deus.” Então, vá…curve-se e confie. Vale à pena, não acha?

Mensagem de “Aliviando a Bagagem”
Max Lucado

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Nós podemos saber a verdade... "Conhecereis . . ."

"A Verdade vos Libertará" (João 8:32)


"Conhecereis . . ."

Jesus não mostra a "verdade" como um objetivo ilusório e inatingível. Ele diz: "Conhecereis a verdade". Jesus plenamente ensinou que podemos e devemos conhecer a verdade. Podemos conhecer a verdade hoje do mesmo jeito que o povo de Beréia o fez no primeiro século: Eles procuraram por ela nas Escrituras (veja Atos 17:11). Podemos distinguir o certo do errado. Paulo instruiu os Tessalonicenses: "Julgai todas as cousas, retende o que é bom; abstende-vos de toda forma de mal" (1 Tessalonicenses 5:21-22). Ainda hoje é verdade que a "lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para os meus caminhos" (Salmo 119:105).

As pessoas que escreveram o Novo Testamento confidentemente declaram que é possível saber a verdade. Em Hebreus 10:26, o escritor fala das pessoas que tinham "recebido o pleno conhecimento da verdade". João falou com pessoas que receberam este conhecimento da verdade (1 João 2:21). Paulo condenou aqueles que estão "sempre aprendendo mas que jamais podem chegar ao conhecimento da verdade" (2 Timóteo 3:7). Por que receberam tão severa crítica? Porque eles fracassaram em aprender a verdade, resistindo assim a palavra de Deus. Eles não compreenderam a verdade porque assim não a quiseram (veja 2 Timóteo 3:8). Nós podemos saber a verdade.

trecho da mensagem de Dennis Allan

sábado, 19 de dezembro de 2015

Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Está mais do que na hora de colocar em ordem nosso coração diante de Deus!



Paulo disse aos coríntios, mas também a nós, através da sua epístola: "Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois vós, é sagrado" (1 Co 3.16-17). 

Nossa responsabilidade em relação ao nosso coração, que nos foi transmitida quando decidimos tornar-nos cristãos, é muito maior do que a de uma pessoa que ainda está longe de Deus. Aquele que entregou a chave do seu coração a Deus, que se decidiu por Jesus Cristo, é responsável pelo estado do próprio coração, para que Jesus possa de fato habitar ali. Como está a situação do nosso coração? Ainda existe sujeira escondida, ainda guardamos pensamentos obscuros? Está mais do que na hora de colocar em ordem nosso coração diante de Deus! Vamos fazer um novo começo neste novo ano! 

mensagem de Peter Malgo

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

É justamente numa realidade desvalorizada que resplandece a Luz!


Travessia do Mar da Galiléia
O Deus único e verdadeiro, "O Deus de Israel", é o especialista, por excelência, em manifestar Sua graça e poder através daquilo que a maioria considera desprezível, para ser glorificado no cumprimento de Seu propósito benigno e eterno.

A Galiléia é um exemplo vívido dessa realidade. É um território situado ao norte da Terra de Israel, cuja população, séculos antes de Cristo, já se compunha predominantemente de gentios, pelo que foi chamada de "Galiléia dos Gentios". Para a maioria dos judeus era uma região desprezível e perigosa, a ponto de Natanel perguntar: "De Nazaré [i.e., da Galiléia] pode sair alguma coisa boa?" (Jo 1.46). 

Pois foi justamente nessa realidade desvalorizada que Jesus, o Filho de Deus, o Rei de Israel, começou Seu ministério público, autenticado por Seus milagres inigualáveis, para cumprir o que predissera o profeta Isaías: 

"... Deus, nos primeiros tempos, tornou desprezível a terra de Zebulom e a terra de Naftali; mas, nos últimos, tornará glorioso o caminho do mar, além do Jordão, Galiléia dos gentios. O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz" (Is 9.1-2). Essa "Luz" irradiou-se da Galiléia para  "... todas as nações da terra..." (Gn 22.18), numa demonstração exemplar de que "... Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; a fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus" (1Co 1.27-29)

mensagem de Jamil Abdalla

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Desarmonia é o maior inimigo do avivamento.



"Eles voltam, mas não para o Altíssimo." Oséias 7.16

Esta é a queixa do Senhor sobre Seu povo proferida pela boca do profeta Oséias. A uma conversão pessoal autêntica sempre segue um despertamento. Despertamento significa vida, e vida se reparte com outros. Por isso, conversões com reação em cadeia são algo comum na Igreja de Jesus. 

Acerca da igreja primitiva, lemos: "Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos." Onde isso não acontece, se estabelece uma desarmonia no interior dos crentes. Desarmonia é o maior inimigo do avivamento. Porém, em todo lugar onde corações divididos se voltam totalmente para Deus, forçosamente o Seu poder se manifesta. 

Em 2 Crônicas 16.9 está escrito: "Porque, quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dele." Portanto, a força do Senhor é experimentada por aqueles que estão totalmente consagrados ao Senhor. Corações desequilibrados e divididos não somente estão divididos para com o Senhor, mas também estão em desarmonia para com o mundo ao seu redor. Por isso temos tantos relacionamentos e tantas famílias desequilibradas. Mas assim que seu coração se voltar totalmente para o Senhor outra vez, seu matrimônio e sua família serão curados.

por Wim Malgo
PérolasDiárias

domingo, 13 de dezembro de 2015

NATAL - Os crentes vivem essa boa notícia todos os dias, pois expe­rimentam a salvação que Cristo lhes ofereceu e se rendem ao senhorio dEle.



Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou (Lucas 2:8-9).


Uma noite inesquecível

O período natalino já começou. As vitrines e os prédios há muito estão decorados com primor. Todos estão afetados pela atmosfera do Natal. Para alguns, ir à igreja e ouvir o sermão natalino é tradição. Um dos versículos mais lidos nesse período é o registrado acima. É simples e ao mesmo tempo sensacional.

De noite, um anjo de Deus apareceu inesperadamente aos pastores que estavam fora dos portões de Belém. A glória divina envolvia toda a cena, algo que os pastores jamais experimentaram. Aqueles homens de repente se encontraram diante de uma realidade que nenhuma pesquisa científica pode investigar.

Esse foi um maravilhoso pano de fundo para a mensagem celestial: “Na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor” (v. 11).

Os pastores saíram imediatamente para visitar a Criança na manjedoura. E depois foram relatar o que viram por todo o distrito. Para eles era uma ocasião especial, uma noite santa.

Como esse relato nos emociona até hoje! Nessa época tão agitada, nossa tendência é ignorar o significado dessa mensagem. O Senhor Jesus nasceu para ser o Salvador e o Senhor do mundo. Mas os crentes vivem essa boa notícia todos os dias, pois expe­rimentam a salvação que Cristo lhes ofereceu e se rendem ao senhorio dEle.

de Boa Semente-apaz/todo_dia/2010/Dezembro23.html

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Como reconhecer a verdadeira alegria e como encontrá-la?

Porventura não sabes tu que desde a antiguidade, desde que o homem foi posto sobre a terra, o júbilo dos ímpios é breve, e a alegria dos hipócritas momentânea? (Jó 20:4-5).

O homem foi criado para desfrutar de alegria e tem um desejo inato por ela. Então onde a alegria, ou a ideia de alegria, é oferecida, as pessoas se ajuntam. O entretenimento é um modo de muitos obterem uma alegria momentânea mas intensa.


Uma coisa é certa: a genuína, imperturbável alegria não pode ser encontrada no entretenimento. Até o filósofo ateu Nietzsche declarou: "A mãe do excesso não é a alegria, é a falta dela". De fato, a busca de prazeres desse tipo são expressões de um vazio interior. Ao longo dos anos, eles apenas endurecem a consciência.

Será que estamos tão longe de Deus que tais coisas ainda nos parecem encantadoras?

A verdadeira e duradoura alegria não pode ser encontrada em uma vida exuberante e dissoluta. Nosso coração clama por algo melhor. Mas como reconhecer a verdadeira alegria e como encontrá-la?

"o reino de Deus é alegria no Espírito Santo" (Romanos 14:17). Se o Reino de Deus dominar em nosso coração, essa alegria divina transbordará nosso ser, e descobriremos uma satisfação e senso de realização que nada humano pode igualar. Por isso, o Senhor Jesus nos ensinou a pedir: "Venha o teu reino" (Mateus 6:10)!

de: Boa Semente
apaz/todo_dia/2015/fevereiro09

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Ovelhas - Precisamos de um pastor para cuidar de nós e nos guiar. E Jesus é o Bom Pastor.


Ovelhas não são espertas. Elas tendem a se desviar para riachos por causa de água, mas aí sua lã se molha e fica pesada, e elas se afogam. Elas não têm senso de direção. Elas precisam de um pastor que as guie para águas tranquilas. E nós também!

Nós, assim como as ovelhas, tendemos a sermos levados por águas que deveríamos evitar. Não temos defesa contra o leão mau que ruge ao nosso redor procurando alguém para devorar.

Isaías 53:6 nos lembra “Todos nós, tal qual ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós.”

Precisamos de um pastor para cuidar de nós e nos guiar. E Jesus é o Bom Pastor. O Pastor que dá a vida pelas ovelhas. O Pastor que protege, provê e possui suas ovelhas. O Salmista diz: O Senhor é meu pastor! Esta imagem é levada ao Novo Testamento onde Jesus é chamado de o bom pastor das ovelhas!

Jesus disse, “Eu sou o bom pastor; eu conheço minhas ovelhas e minhas ovelhas me conhecem – assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai – e eu dou minha vida pelas ovelhas.” João 10:14-15

Fonte: O Trovão Gentil
Max Lucado

domingo, 6 de dezembro de 2015

ESTAR BEM COM DEUS - Deus mantém as Suas promessas, incluindo a promessa de perdoar.


Estar bem com Deus é uma questão da sua resposta ao que Deus fez em seu favor. Ele enviou o Salvador, Ele proveu o sacrifício para tirar o seu pecado (João 1:29), e Ele lhe oferece a promessa: “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Atos 2:21).

Uma linda ilustração de arrependimento e perdão é a parábola do filho pródigo (Lucas 15:11-32). O filho mais novo desperdiçou o presente de seu pai em pecado vergonhoso (versículo 13). Quando ele reconheceu que seu agir estava errado, decidiu retornar para casa (versículo 18). Ele concluiu que não seria mais considerado como filho (versículo 19), mas ele estava errado. Seu pai amou o rebelde que havia voltado, mais do que nunca (versículo 20). Tudo estava perdoado, e uma celebração ocorreu (versículo 24).

Deus mantém as Suas promessas, incluindo a promessa de perdoar. “Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito oprimido” (Salmos 34:18).

Se você quer ficar bem com Deus, aqui está uma pequena oração. Lembre-se que fazer esta oração ou qualquer outra oração não irá salvar você. Apenas confiando em Cristo você pode ser salvo do seu pecado. Esta oração é uma simples forma de expressar a Deus a sua fé Nele e agradecer por lhe dar a salvação. “Deus, eu sei que pequei contra Ti e mereço punição. Mas Jesus Cristo tomou a punição que eu mereço para que através da fé Nele eu pudesse ser perdoado. Eu me volto contra o meu pecado e ponho a minha fé em Ti para salvação. Eu aceito Jesus como meu Salvador pessoal! Obrigado por Tua graça e perdão maravilhosos – o dom da vida eterna! Amém!”

trecho de: gotquestions/Portugues/ficar-bem-com-Deus.html

sábado, 5 de dezembro de 2015

Faça da GRATIDÃO, uma rotina!

retransmitindo esta bela reflexão do texto de @Arthur C. Brooks no Estadão*, 

porque ser grato, AGRADECER e cuidar de tudo que temos 
ao invés de sofrer pelo que não se tem e deseja... é triste, 
faz mal à saúde e, principalmente, 
demonstra a falta de confiança em Deus 
que tudo provê na vida de seus filhos, 
dentro do tempo certo!
Paz a todos em Cristo Jesus nosso Amado Senhor!
Arlete Oliveira


(*) http://vida-estilo.estadao.com.br/noticias/comportamento,escolha-ser-grato-isso-fara-voce-mais-feliz,10000003879


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

O segredo não está naqueles que recebem o descanso, mas Naquele que produz em nós o descanso.


Jeremias 6:16 - Assim diz o SENHOR: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas; mas eles dizem: Não andaremos nele. 

Diante de um povo incrédulo e idólatra, Jeremias insistia em pregar aquilo que ouvia de Jeová: “Assim diz o Senhor:... perguntem pelo bom caminho. Sigam-no e acharão descanso. Mas vocês disseram: Não seguiremos!” (Jeremias 6:16).

“Assim diz o Senhor” foi a marca registrada de Jeremias. Pela qual foi humilhado, preso e maltratado. Hoje, como no tempo do profeta, pregações que anunciam o “assim diz o Senhor” continuam sendo ridicularizadas e rejeitadas. Pregações coerentes com a Revelação escrita continuam recebendo a resposta pública do “não seguiremos!”

“Perguntem pelo bom caminho, Sigam-no e acharão descanso”. Corajosamente, Jesus nos diz: “Eu sou o caminho”; Eu darei ”descanso para as vossas almas”. Todos aqueles que têm tido a coragem, a fé suficiente para seguir o caminho, tem encontrado “descanso” para a alma. O testemunho é unânime. O segredo não está naqueles que recebem o descanso, mas Naquele que produz em nós o descanso. Por isso, obedecer o “assim diz o Senhor” sempre fortalece nossa vida cristã.

                                  por Pr. Olavo Feijó

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

O sobrinho de Paulo: coragem exemplar

“Na noite seguinte, o Senhor, pondo-se ao lado dele (de Paulo), disse: Coragem! Pois do modo por que deste testemunho a meu respeito em Jerusalém, assim importa que também o faças em Roma. Quando amanheceu, os judeus se reuniram e, sob anátema, juraram que não haviam de comer, nem beber, enquanto não matassem Paulo. Mas o filho da irmã de Paulo, tendo ouvido a trama, foi, entrou na fortaleza e de tudo avisou a Paulo” (At 23.11-12,16).


O nome desse sobrinho de Paulo não é citado no texto bíblico. Presume-se que Paulo foi expulso de sua família quando se converteu a Jesus (veja Fp 3.8). Mas esse sobrinho, de alguma forma, tinha simpatia por Paulo. Familiares podiam visitar prisioneiros que tivessem a cidadania romana (At 24.23), e o sobrinho fez uso desse privilégio. 

Deus poderia simplesmente ter arrebatado Paulo, assim como fez com Filipe (At 8.39). Porém, Ele não o fez, para mostrar como é importante nossa cooperação na realização da Sua vontade. Deus poderia ter enviado um anjo, mas usou o sobrinho de Paulo para salvar a vida do apóstolo. Esse jovem teve a coragem de revelar um plano assassino. 

O Senhor pode usar qualquer pessoa, independentemente de sua idade, crentes jovens ou velhos, mas obedientes e destemidos. O jovem que ajudou Paulo foi corajoso por não seguir com a massa e não compartilhar da opinião da maioria.

                                  por Norbert Lieth

domingo, 29 de novembro de 2015

Busque alguém maior


O que faz uma criança quando fica face a face com o vizinho brigão? “Meu irmão é maior do que o seu irmão.” “Meu pai é mais forte do que o seu.” Então os adultos entram em cena…

O que faz um menino de três anos quando dá um nó no cordão dos sapatos? Corre ao papai. O que faz uma garotinha de cinco anos quando cai e esfola o joelho? Grita a mamãe, pedindo conforto.

Quando enfrentamos problemas, perigos, dificuldades ou tristezas, naturalmente vamos a alguém maior, mais forte e mais poderoso. Como uma criança quer subir ao colo do pai ou ter os braços da mãe à sua volta, assim vamos nós ao Pai celeste. Ele é a Fortaleza que nos protege dos ataques, o Refúgio que nos abriga da perseguição, o Porto que nos resguarda das tempestades da vida. 

(Extraído da obra A Dad’s Blessing, de Gary Smalley e John Trent)

sábado, 28 de novembro de 2015

UM ESTRANHO JARDIM ZOOLÓGICO


Quem pode entender os seus erros? Mas, convertendo-se o ímpio da impiedade que cometeu, e procedendo com retidão e justiça, conservará este a sua alma em vida. Pois que reconsidera, e se converte de todas as suas transgressões que cometeu; certamente viverá, não morrerá (Salmo 19:12; Ezequiel 18:27-28).

Atualmente, as pessoas têm dificuldade para se auto-examinar com relação às faltas passadas. O salmista já havia percebido como é difícil nos julgarmos corretamente. E sem a confissão dos próprios pecados não se pode obter a aprovação de Deus. Essa exigência é igualmente válida para todos os indivíduos. Nisso não há exceção.

Havia uma festa em certa mansão. Durante uma das conversas, alguém mencionou a palavra “pecado”. O riso foi geral. Então um dos convidados, um empresário, disse:

“É verdade, com as pessoas de hoje já não se pode falar de pecado. Mas quero falar uma coisa: no mais profundo do meu coração tenho um zoológico. Existe um leão que ruge contra a minha mulher, uma serpente pronta para dar o bote, uma enguia que se infiltra em todas as partes à custa da verdade e um ouriço que, quando surge, fere tudo o que toca. Devo reconhecer que com minhas próprias forças não consigo acabar com essas feras. Elas aparecem; tudo fica arruinado.

Chamem esses traços de caráter como quiserem. E mesmo que não queiram falar de pecado, ele está em todo ser humano. E o único que tem domínio sobre esse estranho zoológico é o meu Senhor Jesus Cristo. Ele controla minha vida!”



fonte: apaz/todo_dia/2011/Fevereiro24.html

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Capacete da Salvação, a poderosa arma espiritual!

Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai? e o Deus de paz será convosco. (Filipenses 4:8-9).


O GOSTO PELA EXCELÊNCIA

Em 1985-1986, os artesãos e artistas que recuperaram a estátua da Liberdade em Nova Iorque ficaram impressionados com a qualidade dela. Seu construtor, o famoso escultor francês Bartholdi, trabalhou com muito detalhamento, em especial na coroa, em suas pontas e na cabeça da estátua.

Amigos cristãos, como Bartholdi, também temos de nos esmerar em cuidar de nossa cabeça símbolo de nossa vida de pensamentos, que formam nossas crenças e atitudes e de nossa coroa, figura de tudo o que recebemos de Cristo (Apocalipse 3:7-11).

Esta é uma árdua tarefa, pois a pressão que os filhos de Deus enfrentam em um mundo corrompido pelo pecado é gigantesca. De todos os lados somos bombardeados por mensagens de "homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo" (Judas 4). Lembremos da expressa declaração do Espírito Santo: "Nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência" (1 Timóteo 4:1-2).

E para nos guardar de tamanho engano, Ele nos deu uma poderosa arma espiritual: o capacete da salvação (Efésios 6:17). Esse capacete protege nossa mente de toda mentira e purifica nossos pensamentos, para que sejamos cheios da plenitude de Deus (Efésios 3:19).

apaz/todo_dia/2014/setembro03

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Se você tem um Onésimo em sua vida, o Senhor pode fazer dele uma nova criatura.


Filemom 1:1 - Paulo, prisioneiro de Jesus Cristo, e o irmão Timóteo, ao amado Filemom, nosso cooperador, 

A carta de Paulo a Filemom traz a interessante história de Onésimo, um escravo que fugiu da presença de seu patrão após ter cometido um delito misterioso. Em sua fuga, ele teve contato com o ministério do apóstolo Paulo, tornou-se cristão e então é enviado pelo apóstolo de volta a Filemom, que era seu proprietário.

O âmago da história bíblica é mostrar o poder transformador do evangelho, que pode converter o mais vil pecador. A boa nova deixada por Cristo é eficaz em tornar o homem uma nova criatura. O outrora inútil Onésimo se tornou um importante obreiro da Igreja, vindo a se tornar, segundo a tradição cristã, bispo de Éfeso.

Se você tem um Onésimo em sua vida, o Senhor pode fazer dele uma nova criatura. Não existe ninguém que não possa ser transformado pelo evangelho de Jesus Cristo.

de: Cartas para você - A História de Filemon | Pastor Sérgio Fernandes

domingo, 22 de novembro de 2015

Falando com propósito; “não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe”.

Texto Básico: Efésios 4.25-32
O versículo 29 afirma: “não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe”

O termo “Torpe” (gr. sapros) quer dizer basicamente “podre”, “sem valor”: queixume, zombaria, palavras chulas, grosseiras. 

Palavra “torpe” também significam palavras cínicas, sarcásticas, expressões obscenas que não beneficiam a quem ouve, pois são sem conteúdo: não edificam nem dispensam graça aos ouvintes. São conversas fúteis e imorais, que além de não terem valor, espalham podridão, contaminando assim os que delas participam e pior: conspiram contra a unidade do Corpo!

“Palavra torpe”, junto com a “mentira”, a “ira” e o “furto”, entristecem o Espírito Santo. Porém o falar construtivo, aquele que, em última análise, expressa o que é certo, na hora certa, de forma certa, é um falar com propósito. Quem assim procede, além de falar o mínimo possível, erra menos e evita um caminhão de encrenca. Portanto, o falar sábio e honesto é o distintivo que nenhum cristão pode se dar ao luxo de dispensar.

ultimato/estudos-biblicos/assunto/igreja/em-busca-de-uma-igreja-saudavel/

sábado, 21 de novembro de 2015

A Incompreensível Força Do Amor - O amor é, talvez, a postura espiritual mais incompreendida e mais abusada, na história da humanidade



O rei Salomão, famoso internacionalmente pela sua sabedoria, quis nos ensinar sobre o poder incompreensível do amor. Por isso, ele escreveu: “Coloque-me como um selo sobre o seu coração, como um selo sobre o seu braço; pois o amor é tão forte quanto a morte e o ciúme é tão inflexível quanto a sepultura. Suas brasas são fogo ardente, são labaredas do Senhor” (Cântico dos Cânticos 8:6).

O amor é, talvez, a postura espiritual mais incompreendida e mais abusada, na história da humanidade. Aquilo que a imaturidade humana chama de amor tem sido, geralmente, ou a expressão de possessividade neurótica, ou a imatura prática de um romantismo sentimentalóide, ou a postura de uma sexualidade irresponsável, nunca detectada no comportamento dos animais não humanos... É neste contexto de ignorância da revelação bíblica que encontramos a origem da expressão “fazer amor”...

A postura que nos leva a amar não deve ser encarada como consequência: ela tem que ser entendida como causa. Aquele que ama assumiu a cosmovisão típica do Deus bíblico, que é definido como “amor”, na I Carta de João 4:8: “Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor”

O mesmo apóstolo, quando escreveu seu Evangelho declarou-nos a mais revolucionária revelação da essência amorável do Senhor: o amor de Deus pelo mundo que Ele criou é uma postura tão substantiva, que implicou a doação do Seu próprio Ser como a garantia definitiva da saúde espiritual dos seres humanos, cuja decisão de comungar com Ele implica a direção e o sentido existencial da própria vida. O “amor é tão forte quanto a morte” porque, sem amor, a vida prometida através de Jesus o Cristo deixa de ser concreta e real.

autoria
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Pr. Olavo Feijó

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

ORDEM A UM MUNDO CAÓTICO, quem poderá estabelecer? “Eu conheço um Excelente Candidato"


Mas os seus concidadãos odiavam-no, e mandaram após ele embaixadores, dizendo: Não queremos que este reine sobre nós (Lucas 19:14).

“Eu conheço um excelente candidato, mas ninguém o quer”

Essa foi a resposta de um cristão quando o membro de um partido político lhe perguntou em quem votaria no próximo pleito nacional. Qual “excelente” candidato seria esse?

Obviamente, ele estava se referindo a Jesus Cristo, o único capaz de trazer ordem a um mundo caótico. Infelizmente, não quiseram recebê-Lo, Ele foi rejeitado, e a prova cabal disso foi Sua morte na cruz, morte reservada apenas para os mais vis criminosos. Hoje em dia as coisas não melhoraram no cenário mundial. Guerras, fomes e intrigas políticas sacodem a humanidade. Essas são algumas conseqüências das pessoas terem rejeitado o Senhor Jesus.

Um dia Cristo reinará sobre a terra. Mas, antes disso acontecer, Ele deseja reinar em nosso coração. Tendo sido rejeitado como rei, agora Ele Se apresenta como Salvador. Essas são as preliminares do Reino de Deus que será estabelecido neste mundo.

A solução para os mais sérios problemas da humanidade não se encontram em uma nova forma de governo, em um candidato, ou algo desse tipo, por mais atrativos e bons que pareçam. Você pode se lembrar de algum sistema político que satisfez completamente uma nação sem ter degenerado para a busca de interesses egoístas? A história das nações nos ensina profundas lições a esse respeito.

A resposta vai além do envolvimento individual. É preciso que cada ser humano venha a Jesus Cristo e O receba como Salvador pessoal.

O Senhor Jesus deseja mais que seu voto ou sua admiração; Ele quer seu coração e sua vida. Todos somos falhos e, mais cedo ou mais tarde, decepcio­namos os outros. Mas o Senhor Jesus jamais decepcionará os que crêem nEle. Suas promessas não são meras promessas de campanha política; são promessas fiéis (Números 23:19). Suas palavras não são meros discursos eleitorais; são palavras de vida eterna (João 6:68).

fonte: apaz/todo_dia/2010/Outubro01

sábado, 14 de novembro de 2015

Que Deus nos capacite a ver com os olhos espirituais


Há ocasiões em que também precisamos orar como Eliseu fez da segunda vez. Devemos pedir a Deus que cegue e confunda o inimigo.

Peça a Deus o capacite a ver com olhos espirituais para conseguir assim entender melhor as coisas da perspectiva dEle.

Ore comigo: “Deus Todo Poderoso, peço-Te que abras meus olhos para que eu entenda minha verdadeira situação. Dá-me uma compreensão clara – especialmente quando me vejo diante do inimigo – de tudo o que estás fazendo na circunstância em que vivo. Ajuda-me a confiar em Tua mão protetora. Capacita-me a ver as coisas a partir da Tua perspectiva de modo que eu possa permanecer forte. Em nome de Jesus, amém!”

trecho do texto de Stormie Omartian

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

O marido em coma... Inicialmen­te a mãe quis devolver a Bíblia, mas depois começou a ler e agora queria comprá-la.


Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? (Romanos 8:32).

Em busca de uma solução
Uma jovem mulher se aproximou do estande onde se vendia literatura bíblica em uma feira na França. Ela disse que queria pagar pela Bíblia que seu filho de nove anos havia furtado no dia anterior. Os atendentes ficaram surpresos e depois comovidos ao ouvir o relato dela.

O marido dessa mulher estava em estado de coma fazia dois anos e o menino sofria muito com a situação. Por isso, pensou que a Bíblia pudesse lhe dar alguma solução para o problema. Inicialmen­te a mãe quis devolver a Bíblia, mas depois começou a ler e agora queria comprá-la.

Por meio da leitura da Bíblia podemos encontrar Aquele que não apenas pode nos dar uma ajuda temporal, mas também uma permanente paz com Deus, uma tranqüilidade de coração e uma força diária para não nos desesperarmos diante de situações difíceis. Esse é o grande presente que a graça de Deus oferece a cada ser humano por meio do Senhor Jesus.

Deus nos ama, ainda que sejamos transgressores dos mandamentos divinos. Por isso enviou Seu Filho, Jesus Cristo, ao mundo para que carregasse na cruz os pecados de todos os que crêem nEle. Cristo expiou nossa culpa para com Deus, de maneira que aqueles que confessam o seu pecado são justificados e adotados como filhos Seus.

Romanos 8:38-39 afirma: “Porque estou certo de que, nem a morte… nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor”.

de: apaz/todo_dia/2010/Janeiro07

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Os hábitos devocionais libertam-nos da “normalidade” e nos transportam para uma existência de comunhão com Deus que enobrece a vida.

   

Deus não nos chamou para a realização pessoal, mas para a comunhão pessoal e íntima com ele e o próximo. Deus não nos chamou para sermos operários agitados do seu reino, mas para amá-lo e amar ao próximo de todo o coração. Os hábitos devocionais libertam-nos da “normalidade” do chiqueiro e nos transportam para uma existência de comunhão com Deus que enobrece a vida. São estes hábitos que preservam nossos olhos voltados para o alto, para que, aqui na terra, nossa existência ganhe a grandeza dos ideais divinos.

As práticas devocionais fazem parte do processo formativo da alma diante de Deus. Precisamos cultivá-las a fim de permanecermos em sintonia com o reino de Deus, que molda o nosso caráter em Cristo. É a palavra de Deus que devolve a vida aos “ossos secos” da agitação moderna.

pastor Ricardo Barbosa de Sousa 
(trecho do texto) Ultimato ed.321

domingo, 8 de novembro de 2015

A verdade de Deus tem caráter absoluto!

                          

A exortação bíblica, não é só para a mentira ser deixada, mas para a verdade ser falada. A verdade de Deus tem caráter absoluto! Ela não depende de circunstâncias, pessoas ou lugares. A verdade não pode ser manipulada, mascarada ou escondida. Somente a verdade pode legitimar a verdadeira vida cristã. Viver de acordo com os altos níveis da verdade é a chave para alcançar uma igreja saudável.

A Bíblia diz: “não mintais uns aos outros” (Col 3.9). A mentira (gr. Pseudo) representa qualquer tipo de desonestidade proferida ou vivida. Ora, não há nada que represente melhor o diabo do que a mentira, assim como não há nada que represente mais a Deus do que a verdade. Todo aquele que ama e pratica a verdade, está sob o domínio de Deus. Mas o mentiroso habitual, pertence ao reino do diabo, cujo ser todo é mentira.


autor: Josadak Lima

trecho do texto: Retirado de UNIDADE – a missão conciliadora da igreja. 

Ultimato

link http://bit.ly/2msCEST



sábado, 7 de novembro de 2015

Tudo muda quando descobrimos o amor perfeito de Deus. Você não está sozinho!


Você alguma vez já foi ao supermercado de estômago vazio? Você acaba fazendo papel de bôbo. Compra tudo que não precisa. Não importa se é bom ou não para você – você quer apenas encher a barriga! Quando você está solitário, acaba fazendo a mesma coisa na vida, pega um bocado de coisa da prateleira, não porque você precisa, mas porque está com fome de amor.

Por que fazemos isso? Porque temos medo de enfrentar a vida sozinhos. Devido ao medo de não nos encaixarmos no grupo, aceitamos drogas. Por medo de parecermos diferentes, nós usamos aquelas roupas. Por medo de parecermos pequenos, nos endividamos e compramos a casa. Por medo de dormirmos sozinhos, acabamos dormindo com qualquer um. Por medo de não sermos amados, procuramos amor em todos os lugares errados.

Mas tudo isso muda quando descobrimos o amor perfeito de Deus. 1 João 4:18 diz “O perfeito amor lança fora o medo”. Você não está sozinho!

De “Aliviando a Bagagem”
Max Lucado

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

O que responderemos Se o Senhor Jesus perguntar hoje para nós "...tu me amas?"

Senhor, tu sabes todas as cousas, tu sabes que eu te amo." João 21.17

As perguntas do Senhor sempre revelam o que está dentro de nós. Se o Senhor lhe perguntar hoje: "...tu me amas?", e você permitir que essa pergunta entre em seu coração, de repente você notará que Ele tocou um ponto em você que há muito estava adormecido, e você se comove. Então, do fundo do seu coração, irrompe a verdade, que há muito tempo estava soterrada: "Sim, Senhor, eu te amo porque tu me amaste primeiro." 

Quando Pedro foi questionado dessa maneira, começou a se dar conta do quanto amava ao Senhor. Para ele foi como que uma revelação quando reconheceu isso, e disse cheio de emoção: "Senhor, tu sabes todas as cousas..."

Com que paciência, determinação e tato o Senhor lidou com Pedro. Ele havia traído o Senhor e, ao mesmo tempo, por puro medo e covardia amaldiçoou-se a si mesmo! O Senhor nunca faz perguntas antes que tenha chegado o tempo oportuno para isso. Muito provavelmente um dia, talvez hoje mesmo, Ele chegue bem perto de você, olhe para você e – sem mencionar os pecados que você cometeu – lhe pergunte: "...tu me amas?"

Autor: Wim Malgo


quarta-feira, 4 de novembro de 2015

O Senhor nos mostra hoje como as influências mundanas e materiais podem abafar a mensagem divina. Quem cresce mais rápido: as plantas úteis ou as ervas daninhas?


E outra caiu entre espinhos e crescendo com ela os espinhos, a sufocaram (Lucas 8:7).

A SEMENTE ENTRE ESPINHOS 

Após nos advertir sobre não endurecermos o coração para a Palavra de Deus e nem recebê-la superficialmente, o Senhor nos mostra hoje como as influências mundanas e materiais podem abafar a mensagem divina. A boa semente e a semente dos espinhos crescem bem próximas uma da outra. Mas quem cresce mais rápido: as plantas úteis ou as ervas daninhas? Infelizmente, as daninhas.

Essa situação é reproduzida em nosso coração. Estamos ocupados com tantas coisas aparentemente importantes e benéficas que não há lugar para o mais essencial: a Palavra de Deus. O Senhor Jesus nos deu vários exemplos disso: cuidados desta vida, riquezas e prazeres.

Cuidados. Como Marta, estamos ansiosos e afadigados com muitas coisas (Lucas 10:41). Nossos pensamentos estão constantemente direcionados ao trabalho e a tudo o que nos interessa. Precisamos distinguir entre estarmos ocupados com nossas tarefas e estarmos ocupados de nossas tarefas!

Riquezas. Aqui também precisamos distinguir entre fazer provisões sábias e lutar por grandes coisas. Uma vez que sejamos subjugados pelo desejo de ajuntar riquezas, jamais ficaremos satisfeitos. Iremos querer cada vez mais e mais.

Prazeres. Nossa necessidade natural de relaxamento pode descambar para a busca desmesurada de prazer. Com o que temos nos ocupado durante nosso tempo livre?

Em cada caso acima não há lugar para a Palavra de Deus em nosso coração. Podemos até ouvi-la e meditar nela por um instante, porém nunca teremos a energia nem o desejo sincero de praticá-la!

fonte: apaz.com.br/todo_dia/2011/Janeiro19.html

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Uma Notícia de Grande Alegria - "Vos nasceu o Salvador"

Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor (Lucas 2:10-11).

UMA NOTÍCIA DE GRANDE ALEGRIA

"Não temais." O mundo está cheio de problemas que geram ainda mais medo: medo de acidentes, das pessoas, do dia de amanhã, da morte, etc. Mas aqui o anjo diz: Não temais!

"Novas." Como os pastores em outro tempo, eu também necessito muito de ouvir boas notícias. Isso revigora a alma!

"Grande alegria." Não se trata simplesmente de um consolo, nem sequer de um clima de festa que dura apenas um momento, mas de uma alegria duradoura.

"Para todo o povo." E não é só para mim, mas para todas as pessoas que já nasceram ou nascerão neste planeta. E também pra você, leitor.

"Hoje." Não é um sonho, nem uma esperança para qualquer dia futuro; é uma realidade aqui e agora!

"Vos nasceu o Salvador." Que extraordinária notícia! Existe alguém que me ama, me compreende, me garante que não está tudo perdido, que se aproxima de mim onde eu estiver, em que estado eu estiver, e se propõe a me ajudar, me libertar e me salvar.

Jesus é o Deus vivo, o Salvador de todos os que nEle confiam. Essa é uma mensagem tão difundida que as pessoas parecem não estar mais sensíveis a ela. Pare um pouco e medite nisso: O Deus todo-poderoso o Criador de tudo o que existe, visível e invisível por amor mergulhou por completo em nossa condição humana para que pudéssemos mergulhar pela fé em Sua própria natureza!

Somente ouvidos e corações endurecidos podem deixar de se maravilhar e de se alegrar em extremo com esta notícia que abalou toda a eternidade!

fonte: apaz/todo_dia/2014/dezembro25

domingo, 1 de novembro de 2015

Deus pode habitar qualquer lugar do universo e Ele escolheu seu coração. Ele é louco por você!


Deus Quer Seu Bem
Era uma reunião de diáconos tensa. Aparentemente havia mais agitação do que acordo, e depois de uma longa discussão, alguém sugeriu, “Por que não oramos sobre isso?” – e outra pessoa questionou: “Chegou a esse ponto?”
Por que pensamos em oração como a última opção ao invés da primeira? Eu acho que por dois motivos: Sensação de independência e sentimento de insignificância. Nós pensamos, Deus não quer ouvir meus problemas. Ele tem a fome e a Máfia para se preocupar. Eu não quero incomodá-lo com minhas coisinhas. A última coisa com a qual você precisa se preocupar é ser um incômodo para Deus.

Se você pensa assim, posso compartilhar com você um dos meus versículos favoritos? Salmo 18:19 diz “Ele livrou-me porque me quer bem.”

Deus pode habitar qualquer lugar do universo e Ele escolheu seu coração. Ele é louco por você! Por que você não fala com Ele?

Fonte: O Trovão Gentil  - Max Lucado

sábado, 31 de outubro de 2015

Se já houve um alto tempo para despertar, é agora.


Outra razão para um viver correto é esta: vocês sabem como já é tarde. O tempo está se escoando. Despertem, pois que a vinda do Senhor está mais próxima agora do que quando cremos no princípio. A noite já passou e o dia de Sua volta estará aqui logo. Portanto, deixem as más obras das trevas e vistam a armadura de uma vida direita, como devemos fazer os que vivemos na luz do dia! Rom. 13:11 e 12 (A Bíblia Viva).

Tenho um relógio digital de pulso que me prestou bons serviços até hoje de manhã. Sua bateria acabou e, acostumado como eu estava a regular por ele minhas atividades, estou sentindo muito sua falta.

Existe um outro marcador de tempo, entretanto, que tem uma importância infinitamente maior para nós. Sem ele, estaríamos perdidos e desorientados quanto ao ponto em que nos encontramos na corrente do tempo. Refiro-me, logicamente, à profecia bíblica, ao grande relógio do tempo profético de Deus (ver Gál. 4:4). Se estivéssemos privados dele, não compreenderíamos o significado dos acontecimentos que se desenrolam à nossa volta. Ignoraríamos como nos preparar para o maior evento do futuro - o retorno de nosso Salvador como Rei dos reis e Senhor dos senhores.

Cristo advertiu: "Por isso ficai também vós apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o Filho do homem virá." S. Mat. 24:44. Somente aqueles que regularem a vida pelo grande relógio de Deus estarão prontos para ir com Jesus para a "pátria celestial" (Heb. 11:16) que Ele prometeu aos que O amam. Preste atenção:

"A vinda do Senhor está mais próxima do que quando aceitamos a fé. O grande conflito aproxima-se de seu fim. Toda notícia de calamidade em mar ou terra é um testemunho de que o fim de todas as coisas está próximo. Guerras e rumores de guerras declaram-no. Haverá um só cristão cuja pulsação não se acelere ao prever os acontecimentos que se iniciam perante nós?

"O Senhor vem. Ouvimos os passos de um Deus que Se aproxima, ao vir Ele punir o mundo por sua iniqüidade. Temos que preparar-Lhe o caminho mediante o desempenho de nossa parte em preparar um povo para esse grande dia." - Evangelismo, pág. 219.

Se já houve um alto tempo para despertar, é agora. Os sinais dos tempos nos dizem que Cristo vai voltar muito em breve!

fonte: jesusvoltara/meditar/41_tempo_despertar2.html

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Senhor, tem misericórdia de mim! O Senhor quer que digamos a Ele exatamente o que queremos e desejamos, ...

"Filho de Davi, tem misericórdia de mim! Parou Jesus e disse: Chamai-o. Chamaram então o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, ele te chama. Lançando de si a capa, levantou-se de um salto, e foi ter com Jesus." Marcos 10.48-50

O cego Bartimeu ouve Jesus de Nazaré passando, e começa a gritar com toda a força:"Filho de Davi, tem misericórdia de mim!" Esse clamor evidentemente incomoda o "mundo religioso", mas Bartimeu não perde a oportunidade, e grita mais alto ainda. 

O que provoca este clamor tão profundo do seu coração? Jesus está em silêncio. Ele o cura no mesmo instante? Ele afasta a cegueira imediatamente? 

Por enquanto não, mas o anima amavelmente para que lhe conte todo o seu problema. Jesus lhe pergunta: "Que queres que eu te faça?", mesmo sabendo que Bartimeu é cego. Isto nos mostra que nós também devemos dizer nossos desejos de maneira bem concreta a Jesus. O Senhor quer que digamos a Ele exatamente o que queremos e desejamos, mesmo que Ele já saiba tudo o que se passa em nossa vida e em nosso coração, e o que esperamos dEle. Quando Bartimeu lhe apresentou seu desejo: "Mestre, que eu torne a ver", Jesus intervém imediatamente e lhe diz: "Vai, a tua fé te salvou. E imediatamente tornou a ver, e seguia a Jesus estrada fora."

por Wim Malgo

terça-feira, 27 de outubro de 2015

O Halloween é uma algolagnia - a opção é sua: consultar aqueles que tagarelam e consultam mortos e adivinhos ou confiar no que diz a Lei do Senhor.


O Halloween é uma algolagnia* que leva as crianças a se familiarizarem com o sadismo cândido da infância e desperta o que existe de pior dentro de cada adolescente. 

É o avesso das relações sociais equilibradas! 

É a fusão com a distorção de valores do mundo cão, onde seus participantes tornam-se vítimas espiritualmente impotentes!

O profeta Isaías nos adverte: "Quando vos disserem: Consultai os necromantes e os adivinhos, que chilreiam e murmuram, acaso, não consultará o povo ao seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos? À lei e ao testemunho! Se eles não falarem desta maneira, jamais verão a alva" (Isaías 8.19-20). 

Meu querido leitor, a opção é sua: consultar aqueles que tagarelam e consultam mortos e adivinhos ou confiar no que diz a Lei do Senhor.

A Bíblia é clara na opção que devemos seguir: "Não se achará entre ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR, teu Deus, os lança de diante de ti. Perfeito serás para com o SENHOR, teu Deus" (Deuteronômio 18.10-13).

Estamos vivendo em tempos de perversão coletiva, onde a face enganosa de Satanás se manifesta algumas vezes de forma descarada, mas muitas vezes sutilmente e camuflada por trás de um ingênuo "Happy Halloween!".

Que Deus nos livre do mal. 
Amém. 

Parte integrante do texto de 
"Dr. Samuel Fernandes Magalhães Costa"


(*) Significado de Algolagnia: s.f. Aberração patológica que consiste em sentir prazer no sofrimento físico; sadismo, masoquismo. (dicionário online)

Aprendendo a ver com novos olhos

O legendário detetive Sherlock Holmes, personagem criado por sir Arthur Conan Doyle, é uma das mais intrigantes criações da ficção literária. Já seu famoso parceiro, Dr. John Watson, é um tipo comum. O objetivo do autor era contrastar seus leitores, pessoas como nós, comuns, com o extraordinário detetive. Veja este diálogo entre eles e determine com qual deles você mais se parece:

Holmes: Você vê, mas não observa. A diferença é clara. Por exemplo, você tem visto frequentemente os degraus que conduzem ao corredor desta sala. 
Watson: Sim, frequentemente
Holmes: Quantas vezes?
Watson: Bem, umas cem vezes, eu acho.
Holmes: Então quantos degraus são?
Watson: Quantos? Eu não sei!
Holmes: Aí está! Você não observou, e no entanto viu. É exatamente neste ponto que desejo chegar. Pois bem, sei que são dezessete degraus, porque não somente vi, observei.

Holmes trabalha esse problema de modo semelhante ao que Jesus fez, em Mateus 6.25-34. Existe uma enorme diferença entre ver e observar. Quando elevamos nossos olhos aos céus ou contemplamos a natureza, não é muito difícil encontrar pássaros e flores ao alcance da visão. Estamos tão acostumados com sua presença que lhes damos pouca atenção. 

Jesus, porém, ao abordar diretamente a questão da ansiedade, convida-nos a olhar com outros olhos. Nosso Senhor nos convida não apenas a ver, mas a observar com atenção as aves e os lírios. Comuns na Palestina, essas duas figuras serviriam aos propósitos pedagógicos do Senhor para ensinar sobre ansiedade.
[...]

trecho do "Estudo publicado originalmente pela Editora Cultura Cristã, na série Expressão – Vencendo a Ansiedade." Ultimato

-----------------------

Mateus 6.25-34.
25 Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário? 
26 Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas? 
27 Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? 
28 E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam; 
29 contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles. 
30 Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé? 
31 Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir? 
32 (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso. 
33 Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
34 Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

--------------------
 


domingo, 25 de outubro de 2015

ANSIEDADE - De todas as prioridades da vida, buscar o reino de Deus tem de ser a número um.

foto internet
Quando estamos ansiosos, não confiamos em nosso Pai celestial. Isto significa que não o conhecemos suficientemente bem. Não se alimentar da Palavra de Deus e não procurar conhecer ao Pai por meio de sua Revelação vai abrir um espaço suficiente para que a tentação faça o seu trabalho. Satanás não vacilará, se tiver a chance colocar a ansiedade em seu coração. Por isso, é importante nos assegurarmos de que, orientados pelas Escrituras, a ansiedade é desnecessária, por causa da generosidade de Deus.

A ansiedade é inútil, pois deixa o indivíduo impotente para fazer coisas produtivas em relação ao futuro, e incrédula, porque essa é a característica dos descrentes. Retomando novamente o trecho final do discurso sobre a ansiedade (Mt 6.33-34), temos de insistir na mudança de foco. Em outras palavras, devemos dirigir nossos pensamentos para o alto, e Deus cuidará de todas as nossas necessidades. De todas as prioridades da vida, buscar o reino de Deus tem de ser a número um.

Com o que seu coração se preocupa? Se você puser qualquer outra coisa na frente de Deus, de seu reino e de sua justiça, mesmo que seu desejo seja somente se afastar de um medo terrível, vai descobrir que terá falhado em alcançar esse objetivo.

Deus não ficará em segundo lugar, mesmo diante de uma preocupação legítima. Quando ficamos ansiosos, estamos nos deixando levar pelas circunstâncias e não pela verdade de Deus.

Procure observar as numerosas evidências ao seu redor do cuidado abundante de Deus para com você. Desafie sua fé a ser mais confiante nas promessas e nas providências de Deus, seu Pai celestial. Tenha em mente o caráter ofensivo da ansiedade e comece, hoje mesmo, sua luta contra ela, com fé e esperança.

trecho do >> Estudo publicado originalmente pela Editora Cultura Cristã, na série Expressão – Vencendo a Ansiedade.

sábado, 24 de outubro de 2015

Sem o escudo da Bíblia revelada em Cristo nós nos tornamos alvos fáceis, sem nenhuma possibilidade de vitória.


O rei Davi escreveu o Salmo 18 após grandes livramentos doa ataques de seus inimigos. Ele desabafa: “O caminho de Deus é perfeito; a palavra do Senhor é provada; é um escudo para todos os que Nele confiam” (Salmo 18:30).

Aquele que já vivenciou ataques e agressões naturalmente valoriza o que quer que lhe tenha dado proteção. Viver neste mundo implica em estar sempre cercado por atentados. Por mais que procuremos blindagens, realmente nunca ninguém poderá dizer que se tornou absolutamente imune às agressões ao redor. Os ataques são microscópicos, vindos dos vírus e outros micro-organismos. E os ataques podem atingir as proporções de uma seca cruel ou de uma enchente sem controle. Os perigos vêm das coisas e das pessoas.

O apóstolo Paulo, ao doutrinar sobre o alerta de Jesus, concernente às tribulações no mundo, enfatiza a essência de nossas batalhas. Ele afirma que não temos que lutar contra carne e sangue, mas contra “os principados e as forças espirituais” do maligno. E é contra estes poderes que nós precisamos da Bíblia. 
Precisamos da Bíblia porque ela está centrada em Cristo. “Cristo é tudo em todos”, diz Paulo. 

Sem o escudo da Bíblia revelada em Cristo nós nos tornamos alvos fáceis, sem nenhuma possibilidade de vitória. Nosso escudo completo, nosso escudo constante – eis o que Cristo é. Porque a Palavra é Cristo. É com esta Palavra, escondida em nosso coração, que não pecamos contra o Senhor, nosso poderoso escudo.

Pr. Olavo Feijó