Obediência individual.

Deuteronômio 4:29-49 

Embora a cristandade tenha uma responsabilidade muito maior, da mesma forma que Israel, não tem correspondido às expectativas. Desde a época dos apóstolos ela está em declínio. Porém, no meio desta decadência da Igreja professa, Deus tem traçado um caminho para o crente que recebe a Sua aprovação: o da obediência individual. 

Observe que, quando se fala do declínio, o pronome é usado no plural: “vos” (vv. 25, 28). Isso é o que é feito como responsabilidade de um grupo de pessoas. Mas, quando se trata do despertamento (vv. 29-31), o pronome é usado no singular: “teu/tua”.

Cabe a cada pessoa ouvir esta voz que é emitida pessoalmente ao indivíduo. 

Paulo fala a Timóteo desta forma acerca da desordem dos últimos dias em sua segunda epístola. Ele afirma, em outras palavras, que a cristandade como um todo nisso se transformou, e que Timóteo devia permanecer nas coisas que aprendeu (2 Timóteo 3:14). 

Deus trata de avivar a nossa memória com essas coisas. “Por esta razão, sempre estarei pronto para trazer-vos lembrados acerca destas coisas, embora estejais certos da verdade já presente convosco e nela confirmados…”, escreve Pedro. (Leia 2 Pedro 1:12-13; 3:1-2.) 

Não fiquemos surpresos ao encontrar abundantes repetições na Bíblia. Em Deuteronômio depararemos com muitas, começando com a própria lei, repetida no capítulo 5 e que justifica o nome deste livro (Deuteronômio = a segunda lei).

fonte: beth-shalom/todo-dia-com-as-escrituras


Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!