✿ Registre seu email e receba as mensagens deste Devocional:

Pesquise

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Jesus ensinava da "terra mais alta"

[...]

É fácil ver que a Bíblia mostra as montanhas de forma proeminente. Os exemplos incluem 

o Ararate
onde a arca pousou (Gênesis 8:4); 

o Sinai
onde a Lei foi dada a Moisés (Êxodo 19:20); 

o Nebo
no qual Moisés morreu (Deuteronômio 32:49); e 

o monte da Transfiguração
onde a autoridade de Jesus foi confirmada aos apóstolos (Marcos 9:2). 

Coisas boas muitas vezes aconteciam em montanhas. Muitas vezes se associa Deus aos montes. O salmista proclamou, "Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra" (Salmos 121:1,2).

Dado este histórico, não é surpreendente que Jesus subiu na montanha e lá ensinou a seus discípulos. É o que poderíamos esperar. A geografia da Palestina e a qualidade acústica natural de tal lugar também incentivavam a sua seleção. 
Mas também podemos entender uma aplicação espiritual? 

Jesus ensinava da "terra mais alta" não somente no local físico de seu sermão, mas também nas suas perspectivas morais, éticas e teológicas. Ele era vastamente superior aos líderes judeus contemporâneos em todos estes sentidos. 

A sua sinceridade e verdade ultrapassavam a hipocrisia deles. O seu amor pelos perdidos se sobressaía em relação ao egoísmo deles. A sua reverência para com Deus se posicionava acima do orgulho deles.

O cristianismo genuíno, quando comparado com qualquer outra religião ou filosofia, é uma terra mais alta. Ele nos dá a maior visão da humanidade, a única revelação verdadeira de Deus e a única esperança verdadeira que o homem pode possuir. 

Da mesma forma que amamos a paisagem do Monte Everest, a maravilha da engenharia de um arranha-céus gigante, ou a graça e o poder de um "gigante" numa quadra de basquete, as alturas incríveis do Caminho de Cristo são muito mais grandiosas. 

Jesus prometeu, "conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" (João 8:32). A sua verdade é incrivelmente bonita. Que possamos proclamá-la e segui-la sempre.
 
por Michael Brooks


Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!