Nero, de jovem amável para um monstro

A História relata que Nero foi um belo menino, com um coração tão terno que não suportava ver um animal sofrer. Mas quando cresceu se tornou um monstro, um dos piores homens que já ocupou um trono. Sua crueldade lhe proporcionava um prazer diabólico.

Conta-se que ordenou o incêndio de Roma, e delirou ao ver as chamas, propagadas pelo vento, devorarem tudo. Nada o comovia: nem as perdas materiais, nem a morte de tantas pessoas.

Dominado por Satanás, Nero se fez inimigo do Senhor Jesus Cristo e dos cristãos. Mandou assassinar muitos crentes. Uns eram untados com piche e queimados vivos, outros foram jogados às feras na arena, outros ainda sofreram toda sorte de torturas. Também matou o apóstolo Paulo.

Lembremos que esse monstro de crueldade foi um jovem amável e sensível. O coração dele era igual ao meu e ao seu, leitor. Embora não tenhamos cometido as atrocidades que Nero cometeu, ele tinha a mesma natureza que nós. E, portanto, não somos melhores que ninguém. 

A Bíblia declara: "Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados operavam em nossos membros para darem fruto para a morte" (Romanos 7:5). "Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus" (Romanos 8:8).

Mas a Bíblia também afirma: "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo" (Atos 16:31). "Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós" (Romanos 8:9).

de BoaSemente/Devocional2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!