Só sei que agora VEJO!

Respondeu ele:… Uma coisa sei, é que, havendo eu sido cego, agora vejo (João 9:25).

 
Em João 9 lemos a história de um homem que nasceu cego e foi curado pelo Senhor Jesus. Esse homem e sua deficiência ilustram perfeitamente a condição espiritual de cada pessoa que nasce neste mundo.

A Palavra de Deus declara que o homem é cego no tocante ao seu próprio estado de perdição e a Deus. E o Filho de Deus veio ao mundo para derramar luz em nossas trevas (Salmo 18:28). Ele afirmou que era a luz do mundo (João 8:12). Sem Ele restam apenas trevas e perdição. Quem O recebe tem a “luz da vida”. 

À luz da morte de Cristo na cruz fica evidente quem Deus é e quem o homem é. Deus é santo, julga o pecado, mas, ao mesmo tempo, sacrificou Seu próprio Filho pelos pecadores. E a condição do homem é tão terrível que nada, a não ser a morte do Senhor Jesus poderia nos reconciliar com Deus. Na cruz o Senhor suportou o castigo pelo pecado, para que quem nEle crer receba o perdão.
 
Os que se recusam a ouvir e a aceitar a verdade sobre Deus e sobre si mesmos permanecem em trevas. Mas quem vem a Cristo, a luz verdadeira, confessando sua culpa irá experimentar o que é ter luz, e mais: o que é ser luz. Essa é a cura de Deus para nossa cegueira.

Um cristão genuíno sabe o que é ser salvo e ser filho de Deus. Sabe o que é abandonar as trevas e viver na maravilhosa luz de Deus. O relacionamento com Deus não é baseado em suposições, mas em certeza e realidade. Por isso, podemos fazer coro com o cego do versículo acima: “Uma coisa sei, é que, havendo eu sido cego, agora vejo”!   

BoaSemente2014

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!