“Em Cristo”, é a resposta.

“...vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele” (Ef 1.17).  “...vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação...” (ACF).

Quanto mais profunda e íntima for a comunhão com uma pessoa, mais determinante isso será sobre o nosso pensar e nosso agir.

Alguns acham que precisamos apenas ter mais autoconhecimento. Não! Precisamos primordialmente mais conhecimento de Deus. Quanto melhor conhecermos a Deus, quanto mais nos observarmos à Sua luz tanto mais alcançamos em autoconhecimento e reconhecimento de nossos pecados.


É terrível quando pessoas não têm consciência do pecado, pois isso é um sinal de que ainda não reconheceram a Deus.Qual é o máximo e mais profundo conhecimento de Deus que podemos alcançar? É o conhecimento de Cristo. Este é, pois, o que importa. 

Alguém, certa vez, disse: “Não podemos estar mais próximos de Deus do que quando estamos nEle”. Deveríamos ser capazes de poder “18 ...compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade 19 e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus” (Ef 3.18-19).

Qual é a definição mais concisa de um cristão?
“Em Cristo”, é a resposta. Verifiquei, na carta aos Efésios, quantas vezes aparecem as expressões, como: “em Cristo”, “nEle”, “por Jesus”, “com Cristo” e outras semelhantes: 35 vezes. 

Jesus é o centro e o Mediador de qualquer relacionamento com Deus, Ele é o acesso ao Pai. “Em Cristo”, “Cristo em você”, “se alguém está em Cristo...”, “os mortos em Cristo”, “os que dormiram em Cristo, etc.

por Norbert Lieth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário sempre é bem-vindo!