✿ Registre seu email e receba as mensagens deste Devocional:

Pesquise

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Não precisamos murmurar em meio a tribulação


"Filho meu, não menosprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe." Hebreus 12:5-6


As tribulações e dificuldades que se apresentam diante de nós muitas vezes não são compreendidas, mas o Senhor permite que sejamos provados para que nosso caráter seja moldado, para que estejamos mais próximos do Senhor, e para que tenhamos uma vida melhor logo após sermos corrigidos. 

Por isso, não precisamos murmurar em meio a tribulação, vamos adorar ao Senhor em todos as circunstâncias e certamente haverá recompensa.


do 'Devocional diário'




segunda-feira, 29 de outubro de 2012

O Espírito Santo faz Jesus crescer em nós.

São os olhos do Senhor, que descansam incansavelmente sobre nós, que nos guiam e conduzem. Mas é o Espírito Santo que – como um tradutor – nos explica e esclarece a vontade de Deus.


Naturalmente ainda fica a seguinte questão: como o Espírito Santo produz tudo isso em nós? 

Como acontece esse processo, pelo qual o Espírito Santo nos representa na oração “com gemidos inexprimíveis”?  Como Ele nos revela os motivos pelos quais devemos orar? 

Bem, Ele não chama um anjo do céu para nos entregar uma lista de motivos. Mas como isso tudo funciona de verdade? 

Não de forma milagrosa ou espetacular, como muitos irmãos certamente já desejaram. Não, o Espírito Santo simplesmente coloca o motivo em nosso coração. Ou, em outras palavras: desperta em nós o pensamento de orar por este ou aquele motivo.

Da mesma forma acontece com a principal incumbência do Espírito Santo, isto é, a glorificação de Jesus em nós e por meio de nós. Jesus diz: “Ele [o Espírito Santo] me glorificará” (Jo 16.14). Isso significa que Ele não fala por meio de uma experiência espetacular e extraordinária. Não, o Espírito Santo faz Jesus crescer em nós. 

Ele nos impulsiona a pensar nEle. Ele desperta em nós o desejo de ter comunhão com Jesus e a Sua palavra. Ou Ele produz em nós um impulso interior de, por exemplo, fazer uma declaração de amor ao nosso Senhor, como Davi fazia: “Eu te amo, ó SENHOR, força minha” (Sl 18.1). 

Davi não orou dessa forma porque teve alguma revelação especial, mas porque sentia isso em seu coração. Ele simplesmente ficou com vontade de louvar ao Senhor dessa forma. O mesmo acontece   com aqueles que se tornaram propriedade de Jesus. De uma hora para outra nosso coração nos mostra o que devemos fazer ou não fazer.

por Marcel Malgo

“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos”.


Direção debaixo das vistas de Deus

Uma passagem bíblica que retrata e exemplifica de forma maravilhosa como acontece a direção de Deus em nossa vida está no Salmo 32.8, onde o Senhor diz: “Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho”.

O Senhor promete aos Seus que vai conduzi-los dirigindo a eles os Seus olhos. Meditando a respeito, lembrei-me do relacionamento cheio de amor entre um pai e o filho que ele vê diante de si. O pai conduz a criança pela mão, enquanto seus olhos vigiam continuamente o filho.

Quando um jovem questionou o Senhor Jesus sobre a vida eterna (Mc 10.17) e confirmou que desde criança cumpria todos os mandamentos (v. 20), lemos: “E Jesus, fitando-o, o amou...” (v. 21).

Por que Jesus olhou para ele?

Para guiá-lo; para tomá-lo pela mão para que reconhecesse o caminho certo para sua vida. O jovem rico recebeu a oportunidade de ser guiado pelo próprio Jesus. Os olhos do Senhor já pousavam cheios de amor sobre ele – mas o homem não atendeu ao apelo. Que tragédia!

É uma prova ilimitada do Seu amor que os Seus olhos repousem sobre nós, para que Ele nos aconselhe e guie desse jeito.

Se tomarmos consciência de quão maravilhosos são os olhos que repousam sobre nós, então só podemos adorar, dizendo: que grande Senhor é o nosso! Pois a Bíblia descreve dessa forma os Seus olhos, com os quais Ele quer nos guiar: “A sua cabeça e cabelos eram brancos como alva lã, como neve; os olhos, como chama de fogo” (Ap 1.14).

Isso significa que os Seus olhos atravessam a mais profunda escuridão. Nada Lhe está oculto. Quando nós já perdemos qualquer perspectiva há muito tempo, Ele ainda enxerga.

O que é totalmente incompreensível para nós, está completamente revelado diante dEle. O salmista tinha plena consciência desse fato quando orou: “Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também; se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, ainda lá me haverá de guiar a tua mão, e a tua destra me susterá” (Sl 139.7-10).

trecho do texto de Marcel Malgo


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

No Senhor devemos ensinar as crianças

A Bíblia é um livro completo e tem resposta para tudo, até mesmo analisar a fantasia para a criança. Quero que você pense nas palavras do profeta Isaias no cap.5 v.20 : “Ai daqueles que ao mal chamam bem, e ao bem chamam mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas, e fazem do amargo doce e do doce amargo”. 

Este é um dos princípios que podemos analisar um desenho ou qualquer fantasia, se dermos ao nosso filho essas definições do bem e do mal, a criança sempre terá em seu coração um conceito, mesmo que seja o mais simples. 

O que devemos fazer é levar a criança no caminho em que ela deve andar (Pv 22 v.6). Mostre a ela quem é o feiticeiro, bruxo, duende, bruxa dentro do princípio que será para ele luz para o seu caminho (Sl 119 v.105) para o resto de sua vida .

Se mostrar como Deus analisa os personagens, mesmo sendo uma fantasia, ele saberá escolher a sua programação. 

Não podemos chamar o bem de mal e o mal de bem, não podemos chamar o garoto bruxo de bonzinho porque, mesmo que suas atitudes são para ajudar uma outra pessoa, ele age de modo contrário à Bíblia. O traficante mesmo que ajude a comunidade e suprir as suas necessidades, ele ainda age contra a lei - rouba, vende drogas para obter o seu sucesso. Da mesma forma é o Bruxo, ele busca invocar demônios ou espíritos da natureza para obter o seu sucesso, mesmo que a sua atitude seja para ajudar alguém. 

Não podemos nunca deixar de lado a definição de Deus, nunca podemos ser sábios aos nossos próprios olhos .

“Ai daqueles que são sábios a seus próprios olhos , e prudentes de si mesmos” (Is 5 v.21). O seu fim será como? “ Por isso como a língua de fogo consome a palha, e o restolho se desfaz pela chama, assim será a sua raiz como podridão, e a sua flor se esvaecerá como pó; porquanto rejeitaram a lei do Senhor dos Exércitos e desprezaram a palavra do Santo de Israel” (Is 5 v.24). 

Quero lembrar que estes conselhos de não se misturarem com feitiçaria e com pessoas e povos que fazem destas práticas algo comum, foi dado para o homem mais sábio do mundo que continha sabedoria como areia da praia, e que no mundo não houve e nunca haverá homem mais sábio que ele, Salomão. 

Ele se fez sábio aos seus próprios olhos e se misturou com os povos que Deus, por várias vezes, disse para não se misturar. Salomão amou as mulheres destes povos e imaginava que nunca iria se contaminar com as suas práticas religiosas, mas confiou na sua força, ele que conhecia o Deus de seu pai, mas com a convivência com elas, o seu coração foi pervertido pelas mulheres e Salomão se corrompeu, foi contaminado com as práticas de feitiçaria e chegou até mesmo edificar altares aos ídolos Quemós, Moloque.

A pergunta é clara : - Não confie na sua sabedoria para educar o seu filho, porque se Salomão que tinha sabedoria como a areia da praia se contaminou, imagine uma criança que está em processo de formação de caráter e valores éticos e morais, estando em contato com feiticeiros, bruxos e demônios? Será que ela não pode se contaminar e amanhã procurar um caminho que você não quer?

Pastor Alexandre Farias Torres



terça-feira, 23 de outubro de 2012

Verdadeira liberdade


Eu sou a porta (João 10:9).
Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei (Mateus 11:28).
Quem tem o Filho tem a vida (1 João 5:12).

Verdadeira liberdade

Um pardal perdeu a direção e voou para dentro de uma sala de aula. Não tinha escapatória: as janelas estavam trancadas, e a porta levava a um corredor do qual havia pouca chance de escapar. 

Ajudado por um aluno, o vigilante da escola tentou libertar o pobre pássaro direcionando-o à única saída possível: uma pequena fresta no teto. O pardal, aterrorizado e cego pela luz, continuou voando para as janelas. Foi necessária muita paciência para guiá-lo na direção certa, mas finalmente ele pousou na borda da abertura e voou para fora. Agora estava seguro e livre.

Todos os que não se voltaram para Deus ou mesmo se afastaram dEle são como o pardal. Vítimas de sua cobiça e más tendências, passam a vida inteira andando na direção errada. 


O cristão que deixa o seu Deus também perde a alegria e a paz. 

Os incrédulos permanecem na expectativa do juízo eterno que cairá sobre eles a qualquer momento. O diabo sempre nos mostra promessas brilhantes, que são iguais às janelas trancadas da sala de aula. Elas não dão a verdadeira liberdade, a qual só pode ser obtida das mãos de Cristo, a única Porta de saída.

Deus deseja libertar a humanidade, mesmo quando em Seu amor Ele às vezes parece nos aterrorizar e nos obrigar a procurar a salvação. Tanto faz se somos incrédulos ou desviados, nossa única saída é Jesus Cristo. E se quisermos ser verdadeiramente livres, temos de nos voltar para Ele imediatamente.

de 'Boa Semente'




domingo, 21 de outubro de 2012

Boa noite!








                  uma noite tranquila pra vc e sua família, na Paz!




A (eterna) carta de um pai para sua filha


Encontrei esta preciosidade garimpada do caderninho da minha tia Marline. Ela, talvez com seus 16 a 18 anos, dedicou um caderno às mensagens de outras pessoas. Esta foi a primeira, escrita pelo Vô Benjamim, que tinha então 58 anos. É uma riqueza!

Incrível como todo pai e toda mãe perguntam por seus filhos: "O que será deste menino/a?". Mesmo depois de adultos, continuaremos a perguntar isto a respeito de nossos filhos e nossos pais a respeito de nós.

Creio que - em certa medida - é esta também a “pergunta” que Deus faz a respeito de cada filho seu. Pois, na verdade, não é tanto uma pergunta, mas uma expressão de suas melhores intenções para com o/as filho/as, uma torcida!

Reproduzimos abaixo a carta, que expressa os sentimentos de um pai, pastor, para com sua filha no final da década de 50.

Campos dos Goytacazes (RJ), 29 de março de 1958.


Marline, minha filha:

Uma geração vem, e outra vai...

A vida, de madrugada cresce e floresce: à tarde, corta-se e seca, como a erva...

Quando me acodem reminiscências da mocidade e da meninice, nos dias de hoje, tenho a impressão nítida de que tudo foi ontem e que ainda sou jovem e menino! Entretanto, a realidade é que já estou no declínio e os filhos estão todos crescidos. Você, agora, é uma moça viva, alegre. Mas irá igualmente pelo caminho da terra. Mais um pouco, sua mãe e eu passaremos. Ficará você. E... provavelmente outra mocinha, minha neta, reservará de outro álbum uma folha, escrevendo, a lápis, lá em cima: “Mamãe”...

Eu então estarei no Céu, para onde já foram papai e mamãe e todos os meus irmãos homens. Mas, francamente, teria vontade de, nessa época (se Cristo ainda não tiver voltado, é claro), ressuscitar e vir ver a Terra de novo, se bem que só algumas horas. 

Sabe para quê? 

Para verificar se minha filha é feliz, se anda na vereda do Senhor, se é membro ativo da Igreja, se está casada com homem sinceramente cristão, se educa os filhos no Evangelho de Jesus, se ama e respeita as Escrituras, se perpetua o nome e as tradições dos pais...

Cada década, cada guerra, cada revolução, cada descoberta gera no mundo outra mentalidade, outra atmosfera, outra modalidade de pessoa, de sentir, de viver e de julgar. Às vezes de mal a pior. Já é naturalíssimo, por ex., em certos meios cristãos, que a moça fume, frequente bailes, ande com roupas masculinas, e, até, seja impura. Cristo, porém, Marline, é o mesmo ontem, hoje e eternamente; e, se se acabam preconceitos e se alteram costumes e juízos sociais, porque tudo evolui e se modifica, todavia os princípios da moral, decência e os postulados da consciência cristã permanecem insolúveis para aqueles que em comunhão com Jesus, têm “a mente de Cristo”.

Este conselho, tome-o para toda a vida: despreze as opiniões alheias, quando consultado o Pai celeste, tiver certeza da Vontade de Deus na sua vida.

Benjamim L. S. César / Ultimato





Onde os ímpios são enterrados?

Vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação (João 5:28-29).

Onde os ímpios são enterrados?

O avô e seu neto de doze anos andaram pelo cemitério em silêncio. O ancião gostava de visitar o túmulo de seus parentes e amigos. Aqui e ali parava pensativo enquanto lia as inscrições nas lápides.

O garoto também parecia pensar em algo sério. De repente, fez uma pergunta para o avô que o embaraçou. “Vovô, onde estão enterradas todas as pessoas más?” – “Por que você está me perguntando isso, meu neto?” – “Nas lápides nunca está escrito nada de errado que essas pessoas fizeram!”

O avô resmungou algo sobre ter respeito aos mortos, mas isso não satisfez o neto nem a ele mesmo.

Essa é uma questão que merece ser analisada. Como humanos, não temos o direito de espalhar aos quatro ventos os erros de nossos semelhantes, pois também pecamos. De que adianta todas as boas obras que fizemos durante nossa vida inteira, se as más obras não forem expiadas? De acordo com o veredito de Deus, “todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só” (Romanos 3:12).

Mas a graça divina encontrou um meio para perdoar os pecados. A primeira boa obra que Deus pode reconhecer na vida de alguém é quando tal pessoa crê no Senhor Jesus Cristo, que veio ao mundo para salvar os pecadores. Então, tendo os pecados perdoados, podemos fazer o bem, por termos sido “criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas” (Efésios 2:10).

de 'Boa Semente'






Basta ser sincero?

Ajuda-nos, ó Deus da nossa salvação, pela glória do teu nome; e livra-nos, e perdoa os nossos pecados por amor do teu nome (Salmo 79:9).

Basta ser sincero?

Eu ainda consigo ver nosso velho professor de história entrando na sala de aula com sua pasta lotada de papéis. Quando falava sobre os ritos das religiões antigas, sempre concluía a aula com as seguintes palavras: “Como vocês podem perceber, se alguém é sincero, não importa no que se crê”. Será que ele dizia isso mais para tranqüilizar a própria consciência do que para convencer seus estudantes?

Essas palavras me incomodavam quando era jovem; agora me ofendem acima de tudo, pois expressam um erro grosseiro. 

A sinceridade é importante e necessária, mas não é suficiente. Uma pessoa pode estar totalmente enganada apesar de sua sinceridade. Isso fica evidente na vida diária. Alguns acreditam sinceramente que a verdade está sempre do lado da maioria. Que engano! Saulo de Tarso cria que prestava um grande serviço a Deus ao perseguir os primeiros cristãos. Que ilusão terrível!

Não duvidamos da sinceridade de nossos leitores. Eles acreditam no ensino dos pais ou de seus líderes espirituais. Mas você já examinou tais ensinos à luz da Bíblia, a Palavra de Deus? 

Queremos enfatizar aqui uma passagem do Livro santo: “O seu mandamento é este: que creiamos no nome de seu Filho Jesus Cristo” (1 João 3:23).

Querido leitor, o seu futuro depende de uma fé genuína no Senhor Jesus, não da sua sinceridade nas crenças que você escolheu ter, conforme a sua conveniência.

fonte: 'Boa Semente'



sábado, 20 de outubro de 2012

Que tipo de sabedoria Moisés pedia?


"Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio" (Sl 90.12).

Que tipo de sabedoria Moisés pedia? 

Penso que foi a sabedoria de viver a vida de uma maneira que ela tenha valor diante de Deus. Nesse sentido o Senhor Jesus nos conclama a juntar tesouros nos céus (Mt 6.20) e Paulo nos exorta a buscar "as coisas lá do alto" (Cl 3.1-2). 

O que significa "do alto"? Paulo explica isso de maneira bem compacta nos versículos 12 a 14, mas poderíamos citar ainda muitos outros versículos bíblicos que dizem a mesma coisa: "Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade. Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição".

Vamos investir nessas coisas celestiais durante o novo ano, para que nossa vida seja cheia de uma riqueza que permanece eternamente?

Repetidas vezes, como na passagem acima, o amor é exaltado no Novo Testamento como o alvo mais elevado que existe, e esse é o amor de qualidade superior, o amor com que Jesus nos amou, dando Sua vida por nós. 

Os ataques do inimigo nestes tempos finais se concentram sobre esse amor supremo. Jesus nos alertou a respeito em Seu sermão profético: "E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor esfriará de quase todos" (Mt 24.12).

Que façamos parte dos que se tornaram sábios pela Palavra de Deus, nos quais o amor não esfria pela injustiça que está tomando conta do mundo! 


Vamos nos animar mutuamente a sermos vigilantes e a orarmos para sermos considerados dignos de escapar de todas as coisas que têm de suceder e de estar em pé na presença do Filho do Homem (comp. Lc 21.36)!

por Fredi Winkler


Feliz domingo amados!!! 
Arlete - Paz seja contigo e família!

QUANTO VALHO?


Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores (Romanos 5:8).

Às vezes nos assombramos ao ouvir que gigantescas somas são pagas pelos clubes na compra de jogadores de futebol. 

Essas pessoas realmente valem tanto? Talvez o atleta que muda de clube esteja convencido que sim.

Cada um de nós se dá determinado valor também. Para certos indivíduos, o dinheiro que ganham é o padrão pelo qual medem sua importância. Outros usam como medida a posição que ocupam no campo profissional ou na sociedade. Outras pessoas se valorizam por seus méritos, conquistas ou serviços prestados aos demais.

Porém, todos devemos reconhecer que não somos nós que decidimos qual é nosso valor, mas Deus, nosso Criador. Tal valor se baseia em dois fatos:


1) Ele nos criou e nos dotou de capacidades;

2) Ele nos amou tanto que deu Seu Filho unigênito e O enviou a este mundo para que morresse, expiando nossos pecados.


Sob essa perspectiva, eu, você e cada pessoa tem mais valor que a maior estrela do futebol. E tal importância não se deve ao que podemos fazer ou conquistar, mas à avaliação que o próprio Deus faz de nós. Ele nos ama porque nos criou e nos aprecia tal como somos. Ele deseja que sejamos Seus filhos; por isso permitiu que Seu filho morresse na cruz, “para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).

                                                                                               de 'Boa Semente'



quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Todavia estou alegre

Eliseu Antonio Gomes: Todavia estou alegre: Alegre-se em meio aos problemas  "E não entristeçais, pois a alegria do Senhor é a vossa força" -  Neemias 8.10.   Neste mundo existem m...

A incredulidade é um senhor cruel.

“Porque este mandamento que, hoje, te ordeno não é demasiado difícil, nem está longe de ti. Não está nos céus, para dizeres: Quem subirá por nós aos céus, que no-lo traga e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos? Nem está além do mar, para dizeres: Quem passará por nós além do mar que no-lo traga e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos? Pois esta palavra está mui perto de ti, na tua boca e no teu coração, para a cumprires” (Dt 30.11-14).

O mandamento ao qual Moisés se referiu nesse texto não era a Lei recebida no monte Sinai. Os israelitas nunca conseguiriam cumprir essa Lei. Moisés lhes falara acerca disso em boa parte do capítulo 29. Esse mandamento ordena que a pessoa creia, um mandamento personificado pelo exemplo de Abraão no monte Moriá. 

A incredulidade é um senhor cruel. Ela não promete nada, muito menos liberta; exige o pagamento de tudo, mas nunca entrega o que foi comprado.
 
Contudo, existe um caminho melhor; um caminho tão próximo quanto o coração e os lábios, e que não requer pagamento humano de nenhuma espécie; um caminho que Abraão trilhou, Moisés ordenou e Paulo pregou: a obediência decorrente da fé.

por Marshall Wicks

domingo, 14 de outubro de 2012

Em busca de uma solução

Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? (Romanos 8:32).


Uma jovem mulher se aproximou do estande onde se vendia literatura bíblica em uma feira na França. Ela disse que queria pagar pela Bíblia que seu filho de nove anos havia furtado no dia anterior. Os atendentes ficaram surpresos e depois comovidos ao ouvir o relato dela.

O marido dessa mulher estava em estado de coma fazia dois anos e o menino sofria muito com a situação. Por isso, pensou que a Bíblia pudesse lhe dar alguma solução para o problema. Inicialmen­te a mãe quis devolver a Bíblia, mas depois começou a ler e agora queria comprá-la.

Por meio da leitura da Bíblia podemos encontrar Aquele que não apenas pode nos dar uma ajuda temporal, mas também uma permanente paz com Deus, uma tranqüilidade de coração e uma força diária para não nos desesperarmos diante de situações difíceis. 

Esse é o grande presente que a graça de Deus oferece a cada ser humano por meio do Senhor Jesus.

Deus nos ama, ainda que sejamos transgressores dos mandamentos divinos. Por isso enviou Seu Filho, Jesus Cristo, ao mundo para que carregasse na cruz os pecados de todos os que crêem nEle. Cristo expiou nossa culpa para com Deus, de maneira que aqueles que confessam o seu pecado são justificados e adotados como filhos Seus.

Romanos 8:38-39 afirma: “Porque estou certo de que, nem a morte… nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor”.

Boa Semente



sábado, 13 de outubro de 2012

"Senhor, seja feita a Tua vontade!"


Na verdade, Deus quer um povo sadio, mas Ele também quer obediência. Caso Ele nos conduza por um caminho de sofrimentos, bem-aventurados somos se pudermos dizer: "Senhor, seja feita a Tua vontade!" E bem-aventurados somos se soubermos que temos uma igreja que intercede por nós. 


Quando Jesus ouviu que Seu querido amigo Lázaro estava enfermo, Ele fez uma declaração muito importante, que também é muito significativa para nós: "Ao receber a notícia, disse Jesus: Esta enfermidade não é para morte, e sim para a glória de Deus, a fim de que o Filho de Deus seja por ela glorificado" (Jo 11.4). Isso também vale para nós! 


Em caso de enfermidade podemos pedir sinceramente a cura, mas devemos deixar por conta do Senhor o Seu proceder, seja curando-nos pela fé, seja ajudando-nos por meio de tratamento médico, ou seja até tomando-nos para Si. De qualquer maneira, tudo deve ser para a honra de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado em nossas vidas!


Infelizmente, muitos filhos de Deus estão fixados apenas na cura física e não pensam que na enfermidade Deus também pretende dizer e ensinar-nos muitas coisas que servem para o nosso bem. Assim como Deus conduziu Seu povo com mão segura através do deserto para a Terra Prometida, Ele também quer preparar-nos para o lar celestial, tanto em dias de saúde como em dias de enfermidade. Confiemos nEle em obediência à Sua Palavra! 

por Burkhard Vetsch




quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Jesus Cristo é Nosso Amigo!






























                                [referência: Mateus 11.19]




O Evangelho de Cristo aos INDÍGENAS DO BRASIL


OREMOS PELOS INDÍGENAS DO BRASIL

O Brasil indígena é formado por 228 etnias conhecidas e oficialmente reconhecidas, 27 isoladas, 10 parcialmente isoladas, 9 possivelmente extintas (sem comprovação conclusivas, 41 ressurgidas e 25 ainda a pesquisar, totalizando 340 grupos. 

A população aproximada em 2010 é de 616.000 indígenas. Dentre estes, 52% habitam em aldeamentos e 48% em regiões urbanizadas ou em urbanização. Cerca de 60% da população indígena brasileira habita a Amazônia Legal, composta pelos estados do Amazonas. Acre, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Mato Grosso e parte do Maranhão.

A partir das leituras de movimentos demográficos, porém, estima-se que em 5 anos o número dos que vivem em aldeias será equivalente aos que vivem nas pequenas e grandes cidades. A partir de 2015 a quantidade de indigenas habitando centros urbanos será, certamente, maior e em gradural aumento. 

Neste universo de diversidade e multiculturalidade encontram-se as 121 etnias pouco ou não evangelizadas. São aquelas a que o evangelho de Cristo, ainda nao chegou, ou foi comunicado apenas a uma parte do grupo. 

Este têm sido um dos alvos de oração e também de esforço missionário. O DAI-AMTB (Departamento de Assuntos Indígenas da Associação de Missões Transculturais Brasileiras) reúne 41 agências missionárias filiadas, as quais abrigam missionários vinculados a mais de 120 diferentes denominações evangélicas. 

Juntamente com outros movimentos parceiros, como o CONPLEI (Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas), há uma crescente atenção neste presente desafio de comunicar o evangelho de Cristo aos que ainda não o conhecem.



MOTIVOS DE ORAÇÃO:
1. Pelos grupos indígenas do Brasil e os complexos processos de manutenção de identidade, língua e cultura em meio a uma sociedade envolvente.

2. Pelas graves carências sociais, especialmente em educação, saúde e subsistência, que atingem mais de 70% dos grupos indígenas em nosso país.

3. Pelos 37 grupos vivendo em risco de extinção.

4. Pelos 121 grupos pouco ou não evangelizados, para que ouçam a respeito de Cristo.

5. Por 500 novos missionários que possam colaborar com as iniciativas em curso e se envolver com a tarefa ainda inacabada.


fonte: Blog 'projetoalmazonas'



quarta-feira, 10 de outubro de 2012

A profecia bíblica é uma excelente ferramenta de evangelização

Deus fez o registro dos acontecimentos futuros nas Escrituras Sagradas, não para satisfazer nossa curiosidade, mas para que fosse um instrumento de transformação da vida das pessoas de todas as gerações. 

Deus utiliza a profecia bíblica para advertir as pessoas descrentes quanto ao juízo vindouro e ao dia da vingança que Ele preparou para este mundo rebelde e para todos os que se recusam a receber Seu gracioso dom da salvação pela fé em Jesus Cristo, o Filho de Deus que foi crucificado, sepultado e que ressuscitou dos mortos. 

O Espírito Santo usa a profecia bíblica para convencer os perdidos da necessidade urgente de confiarem em Cristo, agora mesmo, como seu único Salvador, antes que seja tarde demais para eles.


Eu fui testemunha da conversão de pessoas que chegaram ao conhecimento da salvação em Jesus Cristo através da pregação da profecia bíblica. Por exemplo, o Espírito Santo agiu através do ensino da profecia bíblica para conduzir oito funcionários do escritório de uma empresa e um supervisor escolar à fé salvadora em Cristo durante a conferência que dirigi numa igreja. 

Todo crente que se esquiva do estudo e do ensino da profecia bíblica perde a oportunidade de usar uma eficiente ferramenta de evangelização que o Senhor nos concedeu.

por Renald E. Showers




Eleições 2012 - Lista de Vereadores evangélicos eleitos em São Paulo

Eliseu Antonio Gomes: Eleições 2012 - Lista de Vereadores evangélicos el...: Os munícipes de São Paulo rejeitaram artistas, jogadores de futebol, figurinha do Big Brother Brasil, candomblecistas e gays assumidos,  e votaram em candidatos que mostraram sobriedade e propostas com conteúdo. 2012 entrou para a história como o ano em que celebridades tentaram vagas na Câmara Municipal de São Paulo e sentiram o amargor da derrota.

Com imagens ligadas ao esporte que dizem ser a paixão nac
ional, os ex-jogadores de futebol no Corinthians Marcelinho Carioca (19.729 votos / 80ª posição) e Dinei (que participou da última edição do reality show A Fazenda, e contava com a nova evidência da imagem na TV Record para ganhar a eleição, obteve 9.243 votos e ficou na 119ª posição). Com imagem associada ao mesmo time, a torcedora Vovó da Fiel conclamou o povo a votar nela, foram computados 3.474 votos e ela ficou na 193ª posição.

O experiente jornalista esportivo, corintiano, Chico Lang (TV Gazeta; 12.340 votos; 107ª posição) não conseguiu eleger-se. Também não foi dessa vez para a colega, apresentadora de programa de culinária e entrevistas, Nani Venâncio (Rede Brasil). Ela recebeu apenas 4.194 votos e chegou a 173ª posição.

Da mesma forma, a fama não ajudou o assistente de palco Marquito, do Programa do Ratinho, e o Dr Farhat - José Rogério Farhat - outra figura presente no mesmo programa, que vai ao ar de segunda a sexta-feira nas noites do SBT. Ambos tiveram a presença de Carlos Massa, o popular apresentador Ratinho, na propaganda eleitoral da televisão e a vinculação da imagem dele estampadas em faixas publicitárias.

O IBOPE da Globo não reverteu em arrecadação de votos ao homossexual e ex-BBB Serginho. Ele conseguiu convencer apenas 2.618 paulistanos a votar nele (contagem: obteve 2.619 votos, um é o dele!), e estacionou na 222ª posição. E de igual forma, a fama de Ana Maria Braga em nada serviu para ajudar o atual marido Marcelo Frisoni, ele recebeu 4.269 votos e posicionou-se 171º lugar.

As bizarrices e vulgaridades da candidata que se identifica como Mulher Pêra (anote este partido, que não é sério, pois aceitou gente como ela para entrar no pleito eleitoral: PT do B). A candidata apareceu no horário eleitoral com pouca roupa e usando linguajar chulo, nas ruas mostrava o número a ser digitado nas urnas e fotos vulgares de si mesma. Descalabro, desrespeito total ao eleitor paulistano! Derrotada com 2.126 votos e a 257ª posição.

Abaixo, a lista dos candidatos evangélicos eleitos.

Na primeira linha, é identificado o Vereador eleito, enumerado sua posição entre todos os candidatos evangélicos e sua quantidade de votos recebidos. Na segunda linha, é informado qual é a denominação evangélica dele. E, na terceira é apontado em qual posição o Vereador ficou entre todos os candidados eleitos ao cargo de Vereador da cidade de São Paulo. O asterisco (*) assinala aqueles que não fizeram exposição da religião na propaganda eleitoral da televisão.


1º - * Coronel Telhada (PSDB) – 89.053 votos
Congregação Cristã no Brasil
Quinta posição entre os 55 vereadores eleitos.

2º - * Eliseu Gabriel (PSB) – 53.634 votos
Igreja Presbiteriana
Décima posição entre os 55 vereadores eleitos.

3º - Pastor Edemilson Chaves - 45.858 votos (PP)
Igreja Mundial do Reino de Deus
Décima sexta posição entre os 55 eleitos.


4º - * Sandra Tadeu - 45.770 (DEM)
Igreja Internacional da Graça de Deus
17ª posição entre os 55 eleitos.

5º - Noemi Nonato - 35.601 (PSB)
Assembleia de Deus – Madureira / Brás
27ª posição entre os 55 eleitos

6º - * Patricia Bezerra - 34.511 (PSDB)
Comunidade da Graça
29ª posição entre os 55 eleitos.




7º - Jean Madeira - 35.036 votos (PRN)
Igreja Universal do Reino de Deus
28ª posição entre os 55 eleitos.

8º - Marta Costa – 32.914 (PSD)
Assembleia de Deus - Belém
32ª posição entre os 55 candidatos.

9º - David Soares - 32.081 (PSD)
Igreja Internacional da Graça de Deus
36ª posição entre os 55 candidatos.

Consultas::

• http://www.tre-sp.gov.br/
• http://eleicoes.uol.com.br/2012/noticias/2012/10/08/confira-os-55-vereadores-eleitos-em-sao-paulo.htm
• http://eleicoes.uol.com.br/2012/noticias/2012/10/08/melhor-dos-folcloricos-marquito-chora-ao-ficar-como-1-suplente-de-vereador.htm

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Foge para Jesus por amor à sua vida eterna.



"Havendo-os levado para fora, disse um deles: Livra-te, salva a tua vida; não olhes para trás, nem pares em toda a campina; foge para o monte, para que não pereças." Gênesis 19.17


O principal pecado da cidade de Sodoma foi a sua devastadora imoralidade: homossexualismo, perversidade, latrocínio, morte, avareza e cobiça. Em nossos dias também vivemos como em Sodoma. Os governos cada vez mais perdem a sua autoridade e se tornam impotentes diante da crescente criminalidade. 

Para Ló foi dito naquele tempo: "Livra-te, salva a tua vida." Sem dúvida que essa mensagem de amor não foi anunciada num tom de indiferença, mas num tom muito sério. Ló foi uma pessoa privilegiada, pois dois anjos de Deus vieram a ele pessoalmente; mas eu lhe digo: você também é um privilegiado, pois Deus fala agora ao seu coração por meio da Sua Palavra. 

Foge para Jesus por amor à sua vida eterna. Deus mesmo se dirige aos homens de hoje, que, como outrora, vivem como em Sodoma. Deus é amor, e Ele ama você também. Por isso: salve a sua vida! Entregue-se a Jesus! Pois Deus não deseja a morte do pecador, mas, sim, que ele se converta e viva eternamente.

por Wim Malgo



domingo, 7 de outubro de 2012

O tempo é curto e a causa do Rei tem pressa!


"...Remindo o tempo." Efésios 5.16

Sempre devemos nos lembrar de que o tempo é uma preciosa dádiva de Deus. Ele nos deu o tempo para que o usemos, e o usemos bem. Em outras palavras: Ele nos deu o tempo para que transformemos os minutos, horas e dias em valores eternos. Se não fizermos isso e perdermos nosso tempo precioso, estaremos desprezando uma grande dádiva de Deus.

Devemos nos conscientizar de que o tempo perdido não volta nunca mais. Cada minuto que passa se foi definitivamente; ele não voltará mais nem em toda a eternidade! Por meio do tempo que nos foi dado, temos a possibilidade de trabalhar para Deus. Pois todos os filhos de Deus são Seus colaboradores, cada um no lugar em que Deus o colocou.

Nenhuma pessoa sobre a terra transformou tanto o tempo em valores eternos como nosso Senhor Jesus. João diz no Evangelho: "Há, porém, ainda muitas outras cousas que Jesus fez. Se todas elas fossem relatadas uma por uma, creio eu que nem no mundo inteiro caberiam os livros que seriam escritos".

O tempo é curto e a causa do Rei tem pressa! Por isso seja fiel na administração e no uso da quantia limitada de tempo que lhe foi confiada. Então um dia você ouvirá: "Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei: entra no gozo do teu Senhor."


                                                                                             por Wim Malgo







sábado, 6 de outubro de 2012

Como estão as coisas com sua alma?





Portanto, assim te farei, ó Israel! E, porque isso te farei, prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus. 

Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo


(Amós 4:12; Colossenses 4:5).





Um pregador suíço grandemente abençoado por Deus tinha por hábito começar qualquer conversa perguntando sobre o destino eterno de seu interlocutor. Certo dia, em Lausanne, ele viu alguém pelas costas e pensou ser um conhecido a quem havia falado do Senhor Jesus. Ele apressou o passo, alcançou a pessoa, deu-lhe um tapinha nos ombros e perguntou: “Como estão as coisas com sua alma?” 
O homem então se virou e o pregador percebeu que era a pessoa errada. Ele se desculpou e seguiu seu caminho.

Quatro anos depois, ao final de uma reunião dirigida por esse pregador, um homem se aproximou dele e disse: “Sou extremamente grato a você”. O pregador ficou surpreso. O homem continuou: “Você não está me reconhecendo? Uma vez, por engano, você me perguntou:

‘Como estão as coisas com sua alma?’ 

Sua pergunta atravessou minha consciência como uma flecha. Eu não podia esquecê-la. Confessei meus pecados ao Senhor Jesus e agora sei que eles foram perdoados”.

Responda essa mesma pergunta: Como estão as coisas com sua alma? Não podemos viver mais nenhum dia sem decidir essa questão. Se não estamos prontos a nos encontrar com Deus ao final de nossas vidas, então estamos perdidos. Se não O aceitarmos agora como nosso Salvador, enfrentaremos Deus como Juiz de mortos e vivos, a quem prestaremos contas.

de 'Boa Semente' 'encontreapaz'